PUBLICIDADE

Topo

Pandemia não impediu Felipe de secar 29 kg: "Sem academia, treinei em casa"

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Hygino Vasconcellos

Colaboração para o VivaBem

08/04/2021 04h00

A rotina estressante e a paixão por doces fizeram o paulista Felipe Oliveira, 26, se descuidar da alimentação e chegar a 96 kg. Ele decidiu mudar hábitos ao rasgar uma camisa que estava apertada quando abraçou um cliente. A seguir, o administrador de empresas conta como conseguiu manter a rotina de exercícios mesmo com a quarentena e chegar a 68 kg:

"Eu era muito magro na infância e adolescência e sofri bullying por causa disso. Aos 17 anos, entrei na academia e comecei a treinar pesado, fiquei grande e forte. Mas, pouco tempo depois, entrei na faculdade e parei de fazer exercícios.

É aquela história que muita gente conhece: com os estudos, o trabalho, as responsabilidades, as contas para pagar e o estresse da vida adulta, acabei deixando de lado os cuidados com a alimentação, a saúde e o corpo, e engordei.

Como Emagreci - Felipe - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Mesmo após concluir a graduação, meu peso seguiu aumentando ao longos do anos e, em dezembro de 2019, pesava 93 kg. Fiz uma viagem de 15 dias em que comi bastante e voltei ainda mais gordo, com 97 kg.

O excesso de gordura me incomodava bastante, mas eu não tomava uma atitude para mudar. Usava a correria do dia a dia como desculpa para não fazer exercícios e tentar emagrecer.

Eu falava: 'Minha vida é muito estressante, não tenho tempo, então vou continuar assim mesmo que me incomode'. Mas algumas situações começaram a me fazer mudar esse pensamento.

A principal delas foi no final de 2019. Sempre trabalhei com público, atendendo clientes em uma rede de turismo. Era supervisor de duas agências e minha camisa estava tão apertada que rasgou quando fui abraçar um cliente. Foi uma cena constrangedora. Na hora eu ri e brinquei, mas por dentro estava chateado.

Como Emagreci - Felipe - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Então, eu me olhei e falei: 'Não, não dá mais, tenho que mudar'. Fiz minha matrícula na academia e comecei a treinar sério. Em dois meses, perdi 12 kg. Eu estava empolgado com os resultados quando, no começo de março de 2020, foi decretada a pandemia do coronavírus. Aí, as academias fecharam e entramos na quarentena...

Cheguei a pensar em desistir da ideia de emagrecer nesse momento. Mas refleti e falei para mim mesmo: 'Não posso, preciso continuar. Já tive um bom progresso, não posso deixar tudo de lado'.

Fui a uma loja de materiais esportivos e comprei diversos acessórios para treinar em casa: pesos, elásticos etc. Assisti a alguns vídeos com sugestões de exercícios para fazer fora da academia e também busquei orientação online de um personal trainer. Além disso, me consultei com uma nutricionista para planejar minha alimentação.

Como Emagreci - Felipe - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Nos primeiros três meses de pandemia, quando estávamos em uma fase de maiores restrições no país, fui para a casa dos meus pais. Fazia exercícios no quintal e não perdi um dia de treino. Minha dedicação, inclusive, motivou meus pais e meu irmão a fazerem atividade física junto comigo. Meu irmão também emagreceu bastante e perdeu 27 kg.

Além da atividade física, segui à risca o plano montado pela nutricionista e acredito que essa foi a chave para emagrecer. Manter o foco na alimentação para mim foi a parte mais difícil, pois exige muita dedicação. No treino, temos sempre dias de descanso. Mas na dieta não tem descanso. É preciso manter a alimentação saudável praticamente o tempo todo.

Claro, eu podia comer uma pizza vez ou outra, mas nas demais refeições precisava ter equilíbrio e autocontrole. Aliás, aprender a me controlar foi uma das coisas mais importantes para minha reeducação alimentar. Antes, eu comia dois pacotes de bolacha sem perceber. Tive de me acostumar a consumir só três bolachinhas para matar a vontade e guardar o restante.

O açúcar foi o mais difícil de abrir mão, porque sou uma formiga. A forma que encontrei para driblar a vontade de sobremesas e de refrigerante foi comer frutas. Chocolate, passei a consumir o com 80% de cacau, mas podia ingerir no máximo 100 g por semana.

Como Emagreci - Felipe - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Com essas mudanças, consegui chegar a 68 kg (tenho 1,66 m de altura). No início, eu tracei come meta atingir 74 kg, mas quando alcancei esse peso ainda tinha muita gordura na região abdominal e decidi eliminar mais alguns quilos para definir o corpo.

Emagrecer não gerou só uma mudança estética. Hoje, sinto que tenho mais disposição e energia para viver e me tornei uma pessoa organizada. O autocontrole que desenvolvi na dieta também consegui aplicar em outras áreas. É algo que minha nutricionista fala: 'O jeito como você se alimenta reflete em tudo na sua vida'.

Também percebi mudanças na forma de me relacionar com os outros. Eu era muito tímido, tinha vergonha de me aproximar das pessoas. Agora, ganhei autoestima, estou mais confiante para conversar e conhecer pessoas."

Quer emagrecer? Receba um plano gratuito com treino e dieta em seu email

Você quer mudar hábitos, começar a praticar exercícios, ter uma alimentação mais saudável e emagrecer? O VivaBem preparou uma série de newsletters com um programa de treino e uma dieta para perder peso (neste link tem a caixa para você se cadastrar para recebê-las). Ao assinar a newsletter do #ProjetoVivaBem, você vai receber em seu email, ao longo de 12 semanas, um plano completo e gratuito com exercícios, cardápios e dicas para mudar o estilo de vida, que ajudarão a alcançar o objetivo de eliminar gordura corporal, ganhar músculos e, principalmente, adotar hábitos mais saudáveis. Siga nosso programa e compartilhe seu novo dia a dia mais saudável e seus resultados nas redes sociais com a #ProjetoVivabem.