PUBLICIDADE

Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Mindfulness não é eficaz em momentos de estresse, segundo estudo

Mindfulness utiliza a técnica de atenção plena nas atividades - iStock
Mindfulness utiliza a técnica de atenção plena nas atividades Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

13/11/2020 20h31

A técnica de mindfulness (atenção plena) é amplamente conhecida pelos benefícios para a nossa mente. Mas a prática pode ter suas limitações, de acordo com um estudo publicado pelo periódico Personality and Social Psychology Bulletin, no dia 6 de outubro. A descoberta vai contra pesquisas e até conceitos da cultura popular de como estar com a atenção plena pode aliviar os momentos de estresse.

Segundo o principal autor do artigo e pesquisador da Universidade de Buffalo (EUA), Thomas Saltsman, a técnica de mindfulness não parece afetar positivamente o humor das pessoas em tarefas estressantes. "Será que as pessoas mais atentas realmente se sentem confiantes, confortáveis e capazes durante um momento estressante? Não vimos evidências disso e os relatos são de que se sentiram melhor com a tarefa só depois de realizarem-na".

Como o estudo foi feito e quais os resultados?

Os pesquisadores mediram as reações cardiovasculares de 1.001 participantes (estudantes de psicologia) durante tarefas estressantes —fazer um discurso, uma entrevista de emprego ou um teste de habilidade.

Em meio ao estresse, os estudantes com a atenção plena "ativada" demonstraram respostas cardiovasculares mais expressivas, mesmo aplicando a técnica mindfulness. Além disso, os participantes relataram que se só sentiram bem momentos depois da atividade.

Para o autor do estudo, os resultados mostram que aplicar a técnica do mindfulness durante experiências estressantes não trazem, necessariamente, efeitos positivos.

Por que este estudo é importante?

De acordo com os pesquisadores, o estudo mostra que as pessoas podem ter níveis mais altos ou mais baixos de atenção plena durante uma atividade. A técnica, em muitos casos, pode ser incompatível com a expectativa da pessoa.

Além disso, os autores explicaram que estudos como este servem para explorar as experiências humanas durante um momento estressante. As respostas incluem a frequência cardíaca e a intensidade que o coração está batendo. Ou também a quantidade de sangue que o coração está bombeando e o grau de dilatação dos vasos sanguíneos.

Equilíbrio