PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Suzanna Freitas quer trocar prótese de silicone; entenda a mastopexia

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Bruna Alves

Colaboração para VivaBem*

09/07/2020 13h38

Em um desabafo nos stories do Instagram, Suzanna Freitas, filha de Kelly Key, revelou estar arrependida de ter colocado prótese mamária há alguns anos.

"Algumas de vocês sabem que fiz a mastopexia há três anos, a retirada de tecido mamário mais prótese. Coloquei 380 ml, pensa numa teta grande. Eu já tinha peito antes e minha pele tende a ceder", disse a influenciadora. "Me arrependi muito desse tamanho, meu peito é grande demais", desabafou.

Suzanna explica que ficou em um processo de "emagrece e engorda", o que contribuiu para que os seios caíssem ainda mais. Esse ano, a jovem decidiu fazer uma nova cirurgia. No entanto, por causa da pandemia, precisou adiar um pouco os planos.

A jovem também relatou que mudou de ideia sobre ter seios grandes, já que isso tem dado algum trabalho a ela. "Eu tenho muita dificuldade de encontrar biquíni do meu tamanho, sinto muita dor nas minhas costas, já perdi muita roupa", disse. "Quero botar, no máximo, 280 ml. Quero ter um peitinho bonitinho, no lugar, não um negócio giga byte", finalizou.

Mas afinal, você sabe o que é mastopexia? VivaBem ouviu Wendell Uguetto, cirurgião plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e do Hospital Israelita Albert Einstein, para explicar o procedimento.

A mastopexia

A mastopexia é um procedimento cirúrgico que retira a pele excedente localizada nos seios e levanta as mamas. Em alguns casos, além da pele, o cirurgião também precisa retirar glândulas. A cirurgia também pode incluir próteses de silicone.

Normalmente, é indicada quando os seios ficam flácidos e caídos. "As pessoas têm a ideia de que colocar uma prótese é suficiente para levantar uma mama, mas não é. Só a colocação dessa prótese vai deixar essa mama grande e caída. Então é preciso fazer um ajuste de pele, é preciso retirar pele", explica Uguetto.

É uma cirurgia de baixo risco, com duração, em média, de três a quatro horas. A mastopexia pode ser feita com prótese ou sem prótese. "Quando a paciente tem o volume mamário grande, ela tem glândula mamária, e eu consigo aproveitar essa glândula para fazer o desenho de uma prótese e fazer a mastopexia com a própria glândula da paciente. Seria a mastopexia sem prótese", descreve Uguetto.

"Quando a paciente quer aumentar a glândula ou não tem glândula mamária suficiente, eu faço uma mastopexia com prótese. A prótese é somente para simular o volume da glândula mamária", completa o especialista.

Geralmente não há contraindicação, mas se a paciente tiver alguma doença clínica, dependendo do caso, a mastopexia pode não ser indicada.

Cuidados na hora de escolher e após colocar a prótese

  • Procure se informar sobre a experiência do médico, se é um cirurgião plástico sério, e preferencialmente, ouça uma segunda opinião;
  • O volume e largura da prótese devem ser compatíveis ao seu tórax para evitar complicações, desconfortos e deformidades;
  • Coloque o volume que você quer e não seja sujeito a pressões para evitar arrependimentos;
  • Siga os passos do pós-operatório como recomendado pelo médico;
  • A prótese não tem prazo de validade fixo, mas faça exames de rotina, se possível anualmente, para checar as condições. Não é comum, mas em casos de contratura (endurecimento), ruptura e alteração estética, o cirurgião pode recomendar a troca.

*Com informações de reportagem publicada em 15/03/2019.

Saúde