PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Milton Neves é internado por causa de pedra no rim; fique atento aos sinais

Fernando Moraes/UOL
Imagem: Fernando Moraes/UOL

Do VivaBem, em São Paulo*

26/01/2020 16h15

O apresentador de TV Milton Neves contou no Twitter que foi internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por conta de duas hérnias e duas pedras nos rins.

O quadro é lembrado pelas dores terríveis que a pedra causa na lombar e no abdome. Dependendo, a intensidade consegue ser compara à dor do parto sem anestesia. Além disso, é possível ter vômitos, desmaios e cólicas extremamente dolorosas.

Mas também pode ser que você esteja com uma pedra no rim e nem tenha percebido. Muitas vezes, quando o cálculo está alojado nesse órgão, não há sintomas ou dor, e o problema só é percebido após um exame de ultrassom ou tomografia.

Quando a pedra se desloca para outras partes do corpo, como a bexiga, o canal da uretra, o ureter ou até a região dos testículos, há sinais que podem fazer com que você descubra —de forma não muito agradável — que sofre de cálculo renal.

Segundo os especialistas, o cálculo renal tende a afetar mais homens do que mulheres. A maior incidência é em jovens na casa dos 20 anos, e está ligada à baixa ingestão de água ao longo do dia e à alimentação. Portanto, ao perceber alguns dos três sintomas abaixo, procure um médico.

Tem sangue na sua urina: a presença de sangue na urina, ou hematúria, ocorre por diferentes problemas e não é exclusivamente ligada ao cálculo renal. Mas a relação existe. Além disso, se a pedra se deslocar para o canal da uretra, pode causar dano na estrutura do trato urinário e lesar vasos sanguíneos. Nesse caso, a presença de sangue na urina pode ser visível ao olho nu ou somente nos exames.

As idas ao banheiro aumentaram: se de uma hora para outra você passou a ir muito mais vezes ao banheiro, sem ter feito grande mudança na hidratação, pode ser sinal de que algo está errado com sua bexiga, como uma pedra que começou a se "movimentar". "Esse deslocamento costuma ser acompanhado de dor", aponta Alex Meller, urologista da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Também pode haver diminuição no fluxo urinário.

Vale ressaltar que muitas coisas podem aumentar a frequência com que você faz xixi, como a quantidade de água que você toma e o consumo de cafeína —presente no café, em alguns chás e refrigerantes. Portanto, é importante verificar se não houve mudança de hábitos antes de se preocupar.

Dores insuportáveis: quando o cálculo renal se desloca para a bexiga ou pelo canal da uretra, é comum sentir uma dor lombar aguda, unilateral, que tende a se deslocar para as partes mais baixas do abdome. Em alguns casos, os homens também sofrem um desconforto nos testículos e as mulheres, nos grandes lábios.

De onde vem a pedra no rim?

O cálculo renal é formado geralmente por cristais de oxalato de cálcio eliminados pela urina que, ao se agruparem com o tempo, formam as pedras. Algumas pessoas tendem a absorver mais oxalato e cálcio do que a média e, consequentemente, seu organismo formará mais cristais. E aí quanto mais líquidos o paciente ingerir, maior a chance de eliminar os cristais. Embora a enfermidade seja popularmente conhecida como pedra no rim, os cristais podem se instalar em outras partes do trato urinário, como bexiga, uretra e ureteres.

Quem são os vilões?

Os causadores do problema são os alimentos calóricos, além da baixa ingestão de líquido e falta de exercícios físicos. Também é importante diminuir o sódio, que em grandes quantidades favorece no aumento da excreção de cálcio na urina. Comidas que facilitam a excreção de oxalato, como espinafre, chocolate e chá mate, devem ficar de fora da lista do mercado.

Como tratar?

Tem que fazer a pedra sair. Dependendo do tamanho elas podem ser removidas pela urina ou por cirurgia.

Cálculos de até cinco milímetros de diâmetro têm 85% de chance de serem eliminados espontaneamente na urina, e os de até oito milímetros de 50%. O importante é beber bastante água para ajudar a mover a pedra. E tomar medicação para dor, se necessário.

Quando as pedras são maiores ou quando o quadro se agrava para uma infecção urinária, pode ser necessária a cirurgia endoscópica, para "quebrar as pedras".

VivaBem no Verão - 2ª edição

O VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. São dois espaços na Riviera de São Lourenço (Bertioga) com diversas opções de atividades físicas, lazer, cultura e comidas para você curtir o calor com a família ou os amigos. Saiba mais sobre o evento aqui e venha nos visitar!

Data: de 26 de dezembro de 2019 até o dia 09 de fevereiro de 2020, de quinta a domingo
Horário de funcionamento: das 9h até as 13h (praia) e das 17h até a 1h (arena)
Endereço arena: Av. Riviera, s/n, próximo ao shopping
Local do espaço na praia: canto direito da praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

*Com informações de reportagens publicadas em 14/06/2017 e 29/07/2018

Saúde