PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

"Tinha preguiça de fazer xixi": Samara Felippo teve pielonefrite; o que é?

A atriz foi internada devido à infecção nos rins - Reprodução/Instagram
A atriz foi internada devido à infecção nos rins Imagem: Reprodução/Instagram

Gabriela Ingrid

Do VivaBem, em São Paulo

24/01/2020 18h44

A atriz Samara Felippo contou em seu Instagram, na quinta-feira (23), que foi internada devido a uma infecção nos rins. "Eu tive pielonefrite. É uma infecção urinária causada por uma bactéria que atinge os rins. Estou colhendo a longo prazo por causa de maus cuidados comigo mesma", contou.

Samara disse no vídeo que a infecção se agravou porque ela não tomava água e ia poucas vezes ao banheiro: "Eu não bebo água porque tenho preguiça de fazer xixi, porque as vezes meu estômago fica cheio. Eu seguro o xixi".

A atriz comentou que o sintoma inicial foi uma cólica leve, mas como estava esperando ficar menstruada, achou normal. A dor, entretanto piorou e ela também teve calafrio, dor na lombar, dor de cabeça e mal-estar. "Fiquei três dias internada tendo crises de tremedeira. Minha infecção subiu até os rins e tive que tratar com antibiótico".

Segundo Maurilo Leite Junior, chefe do Serviço de Nefrologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro e médico da DaVita Tratamento Renal, a pielonefrite pode aparecer por via sanguínea, mas é mais comum ser uma consequência de uma infecção urinária "mais baixa", que começa na uretra, por exemplo. Se não tratada, ela evolui e chega até os rins. "A gente diz que a infecção vai subindo. Quando chega aos rins, é considerada o tipo mais grave."

Se uma infecção urinária mais leve causa ardência e desconforto na hora de urinar, a pielonefrite causa os sintomas citados por Samara: febre, dor lombar e um mal-estar geral.

O médico alerta que, ao sentir os sintomas, o paciente deve procurar ajuda o quanto antes, mesmo que for para analisar se a dor lombar for apenas uma condição das costas. Infecções urinárias mal tratadas e frequentes, chamadas de crônicas, causam cicatrizes e os rins vão sofrendo e perdendo sua função.

"Tem que fazer o diagnóstico, com exames de urina e cultura, para ver se houve aumento dos glóbulos brancos e crescimento da bactéria", diz Leite Junior. Segundo ele, a dores na lombar também podem ser cálculo renal, por isso, até exames de imagens às vezes são solicitados para o diagnóstico correto.

Como prevenir infecções urinárias

- Tome água com frequência A quantidade ideal varia para cada pessoa, por isso uma dica simples é observar se a urina está sempre clara. Se estiver concentrada, é sinal de que é preciso tomar mais líquido. Sem água, não há uma lavagem natural do trato urinário. Essa limpeza escoa o germe que pode estar ascendendo à via.

- Não espere a vontade apertar A bexiga deve ser esvaziada no mínimo a cada quatro horas; para quem é muito ocupado ou esquece de ir ao banheiro, o alarme do celular pode ser útil. A bexiga cheia pode ajudar o crescimento bacteriano.

- Relaxe na hora de fazer xixi Se houver a sensação de que sobrou urina na bexiga, faça uma forcinha.

- Faça xixi logo após as relações sexuais O jato de urina ajuda a "lavar" as vias urinárias.

- Evite passar muito tempo com roupas íntimas molhadas e prefira peças feitas com tecidos que absorvem o suor, como algodão.

- Use camisinha e faça exames de rotina para afastar o risco de IST (infecções sexualmente transmissíveis). E depois do sexo anal, troque o preservativo caso volte à penetração vaginal.

- Troque fraldas e absorventes com frequência Isso evita a exposição da uretra a bactérias.

- Ensine as meninas a fazer a higiene íntima sempre de frente para trás.

- Cremes vaginais com estrogênio podem evitar o risco de infecções urinárias nas mulheres durante a menopausa.

- Considere o tratamento da próstata, caso essa seja a causa de infecções recorrentes

Com informações de matéria publicada no dia 26/02/19.

VivaBem no Verão - 2ª edição

O VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. São dois espaços na Riviera de São Lourenço (Bertioga) com diversas opções de atividades físicas, lazer, cultura e comidas para você curtir o calor com a família ou os amigos. Saiba mais sobre o evento aqui e venha nos visitar!

Data: de 26 de dezembro de 2019 até o dia 09 de fevereiro de 2020, de quinta a domingo
Horário de funcionamento: das 9h até as 13h (praia) e das 17h até a 1h (arena)
Endereço arena: Av. Riviera, s/n, próximo ao shopping
Local do espaço na praia: canto direito da praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

Saúde