PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Demência frontotemporal: entenda a doença da qual Terry Jones sofria

Robert Marquardt/Getty Images
Imagem: Robert Marquardt/Getty Images

Giulia Granchi

Do VivaBem, em São Paulo

22/01/2020 15h06

Terry Jones, membro fundador do grupo de comédia Monty Python, morreu aos 77 anos, na noite de ontem (21), após alguns anos lutando contra um tipo raro de demência, a DTF (demência frototemporal).

Em comunicado, sua família anunciou: "Terry faleceu na noite de 21 de janeiro de 2020, com sua esposa Anna Soderstrom ao seu lado, depois de uma batalha longa, extremamente corajosa, mas sempre bem-humorada".

"Todos nós perdemos um homem gentil, engraçado, caloroso, criativo e verdadeiramente amoroso, cuja individualidade intransigente, intelecto implacável e humor extraordinário deram prazer a incontáveis milhões ao longo de seis décadas", informaram.

O elenco de Monty Python - Reprodução
O elenco de Monty Python
Imagem: Reprodução

O que é a demência frontotemporal?

Como o nome sugere, a doença afeta os lobos frontais e temporais do cérebro, que têm entre as funções a regulação do humor e comportamento. O principal sintoma é, portanto, uma alteração acentuada no modo de agir.

"Os pacientes costumam ficar mais desinibidos, sem o usual 'filtro' social e, por vezes, até hipersexualizados", aponta Julio Pereira, neurocirugião da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

De acordo com o médico, diferentemente do Alzheimer, a memória permanece quase intacta para os pacientes de DTF. A condição também afeta pessoas mais jovens, geralmente na casa dos 50 ou 60 anos.

Sintomas

  • Desinibição e declínio precoce da conduta social;
  • Perda da capacidade crítica;
  • Rigidez mental e inflexibilidade;
  • Declínio da higiene pessoal;
  • Impulsividade;
  • Hiperoralidade (impulso de levar tudo à boca e comer de forma exagerada).

A DTF pode matar?

A maioria das demências é degenerativa e progressiva, de forma com que o paciente vai perdendo as capacidades cognitivas aos poucos e tornando-se mais debilitado. "A demência não mata diretamente, mas torna o paciente mais debilitado e mais susceptível a contrair outras doenças oportunistas, como infecções. Muitas dessas doenças associadas à demência são a causa da morte", aponta Pereira.

Diagnóstico pode demorar anos

É normal que os parentes e pessoas próximas notem as mudanças no comportamento assim que elas começam a aparecer. No entanto, sem o conhecimento da doença, muitos pacientes passam anos sem o diagnóstico correto e até são encaminhados para psiquiatras, quando acreditam que se trata de um problema mental.

"Até o ano de 1994, quando a denominação correta da doença surgiu, era comum que fosse tratado como Alzheimer, que também é uma demência, mas que age de forma diferente", aponta o neurologista.

Não existe cura, apenas tratamento

A comunidade médica ainda não descobriu uma maneira de parar ou reverter as doenças degenerativas. "Já sabemos que a DFT tem componente genético muito forte e conseguimos identificar os genes responsáveis, mas ainda não existe método efetivo para tratar o quadro", explica o especialista.

As possibilidades atuais restringem-se em amenizar os sintomas —no caso da demência frontotemporal, medicamentos que ajudam a controlar o comportamento e diminuam a agitação.

VivaBem no Verão - 2ª edição

O VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. São dois espaços na Riviera de São Lourenço (Bertioga) com diversas opções de atividades físicas, lazer, cultura e comidas para você curtir o calor com a família ou os amigos. Saiba mais sobre o evento aqui e venha nos visitar!

Data: de 26 de dezembro de 2019 até o dia 09 de fevereiro de 2020, de quinta a domingo
Horário de funcionamento: das 9h até as 13h (praia) e das 17h até a 1h (arena)
Endereço arena: Av. Riviera, s/n, próximo ao shopping
Local do espaço na praia: canto direito da praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

Saúde