Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Cuidar da saúde mental na web? Por que postagem que viralizou é perigosa

Getty Images
Imagem: Getty Images

Priscila Carvalho

Do UOL VivaBem, em São Paulo

13/07/2019 14h34

Na última sexta-feira (12), uma postagem feita no Twitter dando dicas de como se acalmar quando sua saúde mental não vai muito bem ganhou milhares de curtidas.

O autor sugere que para ansiedade e pânico, tomar um banho quente ajuda a resolver o problema. Já para quem está se sentindo sozinho ou deprimido, fazer massagens nas mãos com um creme cheiroso ou se enrolar em um cobertor, melhoram os sintomas.

Mas para Rodrigo Martins Leite, psiquiatra e diretor dos ambulatórios do Instituto de Psiquiatria da USP, as sugestões não têm nenhum respaldo científico, além de serem muito perigosas. "As pessoas precisam entender o que é saúde mental, o que é autocuidado e passar informações de forma responsável. Essa postagem foi usada para fazer marketing, é uma autoagressão", alerta.

Segundo Leite, o melhor jeito de tratar problemas relacionados à saúde mental é procurar suporte emocional de quem se confia. Além disso, quando os sintomas atrapalham a rotina profissional e pessoal, deve-se procurar ajuda médica.

Abaixo, o especialista explica como tratar cada condição, de forma correta, que foram apresentadas no post.

Vontade de se machucar

Se chegou a esse ponto, o ideal é procurar ajuda rapidamente de amigos e familiares, além de psiquiatras e psicoterapeutas para tentar encarar e ver soluções para o problema. "Certos temas devem ter o máximo de cuidado para que a pessoa perceba que ela pode ser ajudada e ouvida", ressalta.

Dissociação

Segundo Leite, até para medicina é difícil encontrar uma definição para o problema. O especialista explica que estado de dissociação é quando existe uma interferência nas funções neurológicas e motoras do indivíduo. Normalmente, a função corporal é prejudicada e pode ocorrer episódios que vão desde amnésia até paralisia. Procurar um psiquiatra é fundamental para que o problema seja identificado e para buscar o tratamento ideal.

Se sentindo deprimido ou sozinho

Buscar apoio e conversar com pessoas de confiança é o mais aconselhado nesse caso. Além disso, se o estado de solidão durar dias, procure ajuda de um psicoterapeuta.

Ansiedade excessiva

A condição pode ser confundida com falta de paciência e situações em que a pessoa não aguenta esperar. O problema tem relação com medo, angústia, sentimentos ruins, falta de ar e taquicardia. Por isso, Leite ressalta que a ansiedade como doença deve ser diagnosticada por um médico e não pelo paciente.

Cuidado ao buscar informações nas redes sociais

É muito comum as pessoas deixarem de lado os cuidados com a saúde mental. Ansiedade, depressão, estresse muitas vezes são encaradas como frescura ou não relevante, levando o indivíduo negligenciar ajuda médica.

Por isso é fundamental que, ao buscar informações sobre o tema, a pessoa possa receber informações de profissionais que entendam do problema e não de fontes que são duvidosas. "Saúde mental não é horóscopo. É algo mais concreto que o indivíduo se percebe e tome atitude a partir disso", finaliza.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube