PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Gio Ewbank está proibida de usar celular por travar a coluna. Faz sentido?

"Meu médico me proibiu de mexer no celular", disse a atriz no Instagram - Reprodução/Instagram
"Meu médico me proibiu de mexer no celular", disse a atriz no Instagram Imagem: Reprodução/Instagram

Maria Júlia Marques

Do VivaBem, em São Paulo

31/05/2018 11h24

Nesta semana, a atriz Giovanna Ewbank avisou seus seguidores que está distante das redes sociais por ter travado a coluna. Com as costas doloridas, ela contou que seu médico a orientou a deixar o celular de lado por cerca de dois dias enquanto se recupera.

Mas isso faz sentido?

Pode existir relação. Acontece que quando usamos o smartphone costumamos inclinar a cabeça para baixo e deixamos de manter a postura adequada. “Nós ficamos retos e olhando para frente para trazer mais conforto para a coluna. Esta é a postura que menos exige da coluna, que já trabalha bastante para nos manter em pé”, explica João Paulo Cortez, ortopedista do Instituto Lerner.

Veja também:

Para ter uma noção, o ortopedista Orlando Neto, coordenador da Comissão de Campanhas da Sociedade Brasileira de Coluna, explica: “Nossa cabeça pesa 5 kg para a coluna quando reta, olhando para frente. Quando inclinamos o pescoço, esse peso pode chegar até a 25 kg! Quanto mais flexionado o pescoço, maior a pressão na coluna e maior o risco de lesões”.

Assim, vamos machucando a coluna aos poucos, sem nem perceber. Ao ficar por uma hora olhando o celular, ou mesmo se não for por muito tempo seguido, mas constantemente abaixar a cabeça para ver as notificações, você força repetidamente a mesma região da coluna, contraindo a mesma musculatura diversas vezes.

“É bom lembrar que se você faz exercícios de isometria com o braço, por exemplo, você aguenta por pouco tempo e depois solta para relaxar o músculo e evitar a dor. A coluna você não relaxa, ela trabalha o tempo todo até você deitar, não precisamos aumentar o esforço nela”, diz Cortez.

Independente da coluna ter travado pelo excesso de celular ou por outra atividade, é recomendado evitar o aparelho para não agravar o problema.

“Depois que essa fase aguda passar, é bom prevenir a piora da lesão. Exercícios para o core, pilates, ioga e RPG são indicados”, afirma Neto.

Há controvérsia

Um estudo realizado por pesquisadores do Rio de Janeiro, e publicado no jornal científico European Spine Journal, afirma que não existe relação entre dores no pescoço e nas costas em jovens adultos que passam muito tempo no celular.

Siga o VivaBem nas redes sociais
Facebook • Instagram • Youtube

Saúde