PUBLICIDADE

Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Como lidar com situações constrangedoras? A ciência explica

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem

30/03/2018 12h36

Todo mundo já passou por algum momento embaraçoso na vida. No entanto, é difícil saber o que fazer nessas situações. Algumas pessoas, inclusive, têm um medo tão intenso de constrangimento que se esforçam para contornar situações aparentemente cotidianas. Isso pode incluir não fazer uma pergunta a um assistente de loja sobre um novo produto ou de não realizar um teste médico embaraçoso, mas que pode salvar vidas. Para ajudar esses indivíduos, cientistas americanos foram atrás de uma forma de superar essa sensação de constrangimento e descobriram que ela pode ser controlada por meio do treinamento mental.

A conclusão é de um estudo publicado no periódico Motivation and Emotion. De acordo com os pesquisadores, é possível superar sentimentos humilhantes ou angustiantes treinando a mente para "ser uma observadora" em vez de participar ativamente da situação embaraçosa. 

Veja também:

"O constrangimento nos impede de pedir conselhos sobre o que devemos fazer, por exemplo, sobre nossas contas hipotecárias crescentes ou uma gravidez não planejada. Em muitos casos, se quisermos ajudar a nós mesmos e aos outros, devemos superar nosso medo de constrangimento em situações sociais", diz Li Jiang, da Universidade Carnegie  Mellon, nos Estados Unidos, que liderou o estudo.

Saiba controlar as sensações diante de algumas situações

Jiang e seus colegas conduziram três conjuntos de estudos, cada um envolvendo diferentes grupos de estudantes de uma grande universidade nos EUA. No primeiro estudo, os pesquisadores pediram aos participantes para responder a um anúncio mostrando alguém acidentalmente soltando um pum em uma aula de ioga. O segundo estudo testou as reações dos participantes a um anúncio sobre o teste de doenças sexualmente transmissíveis. O terceiro questionou os participantes sobre uma propaganda em que um homem acidentalmente solta um pum diante de um potencial interesse amoroso. Em cada estudo, os pesquisadores queriam testar a hipótese de que adotar a perspectiva de um observador pode reduzir sentimentos de constrangimento.

Constrangimento - iStock - iStock
Segundo os pesquisadores, pessoas capazes de se imaginar como observadores de uma situação, e não como estando diretamente envolvidas nela, conseguem se sentir menos constrangidas
Imagem: iStock

Ao analisarem os resultados, os cientistas descobriram que pessoas que são extremamente autoconscientes em público têm maior probabilidade de assumir a perspectiva de um ator em uma situação embaraçosa, mesmo que isso preocupe os outros. Pessoas autoconscientes se sentirão angustiadas quando assistirem a um anúncio com um apelo de constrangimento, mas o nível de autoconsciência cai quando elas são capazes de se imaginar como observadores de uma situação, e não como estando diretamente envolvidas nela.

Mas isso não é nada fácil. "Nossa pesquisa mostra que elaborar estratégias para reduzir com sucesso a evasão de embaraços é complicado. Isso ocorre porque os consumidores reagem de maneira diferente às táticas de persuasão, dependendo de seu nível de autoconsciência pública e da quantidade de recursos cognitivos disponíveis", explica Jiang.

Siga o VivaBem nas redes sociais
Facebook • Instagram • Youtube

Equilíbrio