PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Pílula mede gases do intestino para melhorar sua saúde

RMIT University/Peter Clarke
Imagem: RMIT University/Peter Clarke

Do VivaBem

10/01/2018 09h36

Cientistas australianos desenvolveram uma nova cápsula de detecção de gás que pode revolucionar a forma como os distúrbios e as doenças intestinais são prevenidos e diagnosticados.

A cápsula ingerível (do tamanho de uma pílula de vitamina) detecta e mede os gases intestinais --hidrogênio, dióxido de carbono e de oxigênio-- em tempo real e envia os dados para um telefone celular.

Leia também:

Usando a tecnologia, os pesquisadores fizeram testes em sete indivíduos saudáveis que tinham dieta com alto e baixo teor de fibras. Os resultados, publicados na Nature, na segunda-feira (8), mostraram que a cápsula define com precisão o início da fermentação de alimentos e ainda pode ser uma maneira muito mais eficaz de medir as atividades da microbiota no estômago e determinar a saúde intestinal.

Além disso, de acordo com o professor Kourosh Kalantar-zadeh, líder do estudo e um dos inventores da cápsula, os exames mostraram que o estômago humano usa um oxidante para combater corpos estranhos no intestino. "Esse mecanismo imune nunca foi relatado antes", disse ele.

Microbiota, flora intestinal, intestino - iStock - iStock
Os trilhões de bactérias, vírus e fungos que moram virtualmente no intestino podem salvar sua saúde ou mesmo sua vida
Imagem: iStock

Outra observação nunca antes vista foi que o cólon pode conter oxigênio. "Os testes mostraram a presença de altas concentrações de oxigênio no cólon sob uma dieta extremamente rica em fibras", disse Kalantar-zadeh. "Esta nova informação poderia nos ajudar a entender melhor como doenças debilitantes, como o câncer de cólon, ocorrem."

Agora que a cápsula foi testada com êxito em humanos, a equipe de pesquisa pretende comercializar a tecnologia. Segundo Kyle Berean, também inventor do produto, os sensores ingeríveis oferecem uma ferramenta de diagnóstico potencial para muitos distúrbios do intestino (da mal absorção de nutrientes alimentares ao câncer de cólon). “É uma boa notícia saber que um procedimento menos invasivo será opção para tantas pessoas no futuro.”

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy

Saúde