PUBLICIDADE

Topo

Viagem


Vá antes que acabe: conheça lugares incríveis do mundo que estão em risco

Bears Ears National Monument, nos EUA: ameaçada depois que Donald Trump ordenou uma redução de 85% na área de proteção  - Divulgação World Monuments Fund
Bears Ears National Monument, nos EUA: ameaçada depois que Donald Trump ordenou uma redução de 85% na área de proteção
Imagem: Divulgação World Monuments Fund

Marcel Vicenti

Colaboração para o UOL

13/01/2020 04h00

No final de 2019, a organização World Monuments Fund (WMF) publicou uma lista de lugares de grande importância para o mundo que se encontram sob risco.

São locais que, segundo a entidade, estão com sua estrutura ameaçada por causa de ações humanas ou desastres naturais.

Muitos deles constituem populares atrações turísticas para viajantes do mundo inteiro (como o Vale Sagrado, no Peru) e podem ter suas características seriamente afetadas caso medidas de proteção não sejam tomadas.

A seguir, conheça lugares turísticos que aparecem na lista da World Monuments Fund e que, de acordo com a organização, estão em perigo nos dias de hoje.

Sítio arqueológico de Orongo

Rapa Nui, Chile

Orongo, um dos sítios arqueológicos mais espetaculares do mundo, está com sua integridade ameaçada - iStock
Orongo, um dos sítios arqueológicos mais espetaculares do mundo, está com sua integridade ameaçada
Imagem: iStock

Isolada no Oceano Pacífico, Rapa Nui (também chamada de Ilha de Páscoa) atrai turistas do mundo inteiro com cenários litorâneos incríveis e, acima de tudo, com as esculturas conhecidas como moais, que marcam a paisagem do seu território.

Porém, de acordo com a World Monuments Fund, o sítio arqueológico de Orongo (que faz parte da ilha) está com sua integridade ameaçada.

"Ele fica entre a cratera do vulcão Rano Kau e um penhasco de 300 metros de altura, com o oceano lá embaixo. Além disso, Orongo abriga petróglifos e construções de pedra que datam de um período que se estende entre aproximadamente 1680 e 1867", informa a WMF.

Entretanto, a instituição alerta para a falta de trabalhos de preservação dos petróglifos, que vêm se deteriorando com o tempo. "Por causa da exposição de Orongo a intempéries e da fragilidade do basalto [tipo da rocha onde foram feitas as gravuras], já houve perda irreparável de petróglifos. E são obras que têm grande significado espiritual e comunitário para a população indígena da ilha", diz o informe.

Parque Nacional Tusheti

Geórgia

A construção de uma rodovia através do Parque Nacional Tusheti, na Geórgia, pode colocar em risco no turismo sustentável - Divulgação World Monuments Fund
A construção de uma rodovia através do Parque Nacional Tusheti, na Geórgia, pode colocar em risco no turismo sustentável
Imagem: Divulgação World Monuments Fund

O parque é uma linda e remota área da Geórgia que abriga montanhas, cachoeiras, vales e vilarejos habitados por comunidades camponesas tradicionais.

Na época da primavera e do verão, a região tem recebido um turismo que a World Monuments Fund classifica como "sustentável", ajudando a economia local e motivando a preservação de monumentos históricos da área.

A WMF informa, porém, que o governo da Geórgia tem planos para construir uma rodovia através do Parque Nacional Tusheti, o que pode motivar a chegada de um turismo de massa à região e afetar o modo de vida tradicional das pessoas que lá vivem, mudando a paisagem da área.

O turismo sustentável pode ser colocado em risco com estas obras"

Distrito de Iwamatsu

Ilha de Shikoku, Japão

O distrito de Iwamatsu entrou na lista da WMF como forma de motivar investimentos de restauração na localidade - Divulgação World Monuments Fund
O distrito de Iwamatsu entrou na lista da WMF como forma de motivar investimentos de restauração na localidade
Imagem: Divulgação World Monuments Fund

Ele faz parte da ilha japonesa de Shikoku e, no passado, principalmente a partir do século 17, foi um grande polo de produção de saquê.

Com a prosperidade trazida pelo comércio da bebida, diversas famílias construíram lindas casas em Iwamatsu, dando ao local um grande valor arquitetônico. "Hoje, existem lá 50 edificações históricas do período Meiji (1868-1912) e até de eras anteriores", informa a WMF.

Iwamatsu, entretanto, entrou em declínio econômico no século 20 e viu sua população minguar, o que gerou o abandono de muitas destas construções.

O distrito entrou na lista da WMF como forma de motivar investimentos na restauração destas edificações e aumentar o turismo na área.

Vale Sagrado

Peru

Chichero, perto de Machu Picchu, pode ter seu ritmo de vida alterado com a construção de um aeroporto - Oscar Espinosa/iStock
Chichero, perto de Machu Picchu, pode ter seu ritmo de vida alterado com a construção de um aeroporto
Imagem: Oscar Espinosa/iStock

O governo peruano tem planos para construir um moderno aeroporto no Vale Sagrado, permitindo que turistas de diversos lugares do mundo visitem Cusco e Machu Picchu sem ter que, antes, fazer uma conexão aérea na cidade de Lima.

"Muito já se falou sobre os benefícios materiais que poderão ser trazidos por este empreendimento, mas pouco se discutiu sobre os impactos sociais que ele acarretará", alerta a instituição. "O local escolhido para a construção do aeroporto fica ao lado de Chinchero, um local com 10 mil habitantes de cultura indígena e que se localiza entre ruínas incas do século 15".

De acordo com a WMF, entre os impactos negativos da obra, está o aumento desregrado de hotéis e de outros negócios turísticos na região, além de uma ruptura no modo de vida tradicional de muitas pessoas em vivem em Chinchero e arredores.

Casas históricas de Córdoba

Espanha

As famosas casas do centro histórico de Córdoba, na Espanha, sofrem com o abandono e degradação - Divulgação World Monuments Fund
As famosas casas do centro histórico de Córdoba, na Espanha, sofrem com o abandono e degradação
Imagem: Divulgação World Monuments Fund

A cidade de Córdoba tem um dos mais importantes centros históricos da Espanha. Uma das principais características da área é a presença do que os espanhóis chamam de "casas pátio", que são antigas residências construídas ao redor de pátios privativos.

A World Monuments Fund informa que muitos dos residentes tradicionais destas casas têm se mudado para fora do centro histórico de Córdoba "em busca de uma vida mais confortável".

Diversas destas construções, tão típicas da paisagem da cidade espanhola, estariam atualmente em estado de degradação e abandono.

Catedral de Notre-Dame

Paris, França

Atingida por incêndio em 2019, a Catedral de Notre-Dame entrou na lista para motivar os trabalhadores que fazem sua reconstrução - No Limit Pictures/iStock
Atingida por incêndio em 2019, a Catedral de Notre-Dame entrou na lista para motivar os trabalhadores que fazem sua reconstrução
Imagem: No Limit Pictures/iStock

Apesar de passar por um extenso processo de reconstrução, a Catedral de Notre-Dame foi incluída na lista de patrimônios mundiais ameaçados da WMF.

A igreja foi parcialmente destruída durante um incêndio em abril de 2019 e, de acordo com a a instituição, "a estabilidade de sua estrutura ainda está precária. Com um lento processo de recuperação e reconstrução, irá levar anos até que esta amada catedral seja devolvida à comunidade de fiéis, cidadãos franceses e turistas".

A World Monuments Fund informa que incluiu Notre-Dame em sua lista como uma forma de dar "suporte moral aos técnicos e trabalhadores que estão enfrentando o longo desafio de reconstrui-la".

Bears Ears National Monument

Estados Unidos

A redução da área de proteção do Bears Eras pode abrir caminho para atividades como mineração e extração de petróleo na região - iStock
A redução da área de proteção do Bears Eras pode abrir caminho para atividades como mineração e extração de petróleo na região
Imagem: iStock

Trata-se de uma área de proteção histórica e ambiental localizada no Estado norte-americano de Utah que abriga terras ancestrais de diversas comunidades indígenas dos Estados Unidos, com sítios arqueológicos relacionados a estes povos espalhados por lindas paisagens montanhosas.

Recentemente, o presidente Donald Trump ordenou uma redução de 85% na área de proteção na qual está circunscrito o Bears Ears National Monument.

Segundo o World Monuments Fund, isso pode dar origem à realização de atividades como mineração e extração de petróleo na região, o que colocaria em risco a natureza e os sítios arqueológicos que existem por lá.

Viagem