Topo

Viagem


Cocô de alce, cobra, facas: o que os aeroportos dos EUA barraram em 2019

iStock
Imagem: iStock

Do UOL

26/11/2019 11h15

A TSA (Transportation Security Administration, ou Administração de Segurança no Transporte) é responsável por fiscalizar as bagagens dos passageiros nos aeroportos dos Estados Unidos.

Bem treinados para preservar a segurança, eles são autorizados a abrir malas, a romper cadeados ou outros lacres para verificar o que os passageiros carregam nas malas de viagem e investigar se há itens proibidos.

E as surpresas nas vistorias de malas de mão feitas em 2019 foram inúmeras, e muitas delas foram para o Instagram da TSA com posts bem-humorados para alertar os passageiros sobre os objetos banidos.

Um deles foram cocôs de alce que um passageiro tentava transportar vindo do Alasca pelo Aeroporto de Juneau:

A equipe da TSA afirmou que as "pepitas de variedade diferente" foram barradas: "Embora a TSA não possua políticas que o impeçam de viajar com um saco de cocô de animais, sugerimos que você verifique com a sua companhia aérea as políticas deles. Várias transportadoras têm regras para evitar situações fedorentas a bordo de seus aviões".

Esta cobra é outra das apreensões do mundo animal:

Esta, no caso, foi deixada por um passageiro no posto de segurança no Aeroporto Internacional de Newark e levada, posteriormente, pela Autoridade Portuária. Eles dizem na divulgação do post que as cobras não são expressamente proibidas, mas é necessário verificar as normas de segurança de cada companhia aérea antes de viajar.

Outro item curioso do acervo barrado pela TSA é esta faca disfarçada de escova:

"O oficial do Aeroporto Internacional de Richmond (RIC) deve mudar seu título para 'Sherlock Combs' por descobrir essa boa pegada!", anuncia a TSA em mais um dos posts na rede social.

Este falso colar é mais um exemplo de tentativa de truque que deu errado nas mãos dos agentes da TSA:

"Aconselhamos que facas de qualquer comprimento (com exceção de facas de lâmina redonda e talheres de plástico) devem ser embaladas em sacos despachados. Ou, se for uma dor de cabeça, você pode simplesmente deixá-lo em casa", avisa a TSA.

Outra investida falha foi desfeita pela empresa ao encontrar este nada inofensivo batom no Aeroporto Internacional de Nashville:

"Aqui está algo que fará uma mancha nos seus lábios vermelhos... e potencialmente tornará as coisas vermelhas por todo o lado! Deixando as piadas de lado, você NÃO terá um lindo dia se tentar trazer esse "batom" pela segurança do aeroporto", avisa a TSA.

Para não passar por vetos e constrangimentos, o site oficial da Transportation Security Administration oferece mais informações sobre as regras de segurança das bagagens.

Viagem