Topo

Viagem


Mala de 10kg para uma viagem de 30 dias? Saiba como organizar

Para quem pretende ficar 30 dias de férias, rever e organizar alguns itens é fundamental - Getty Images/iStockphoto
Para quem pretende ficar 30 dias de férias, rever e organizar alguns itens é fundamental Imagem: Getty Images/iStockphoto

Priscila Carvalho

Do UOL

13/07/2019 04h00

Com o fim da gratuidade das bagagens acima de 10 quilos em voos domésticos e até internacionais, ficou mais difícil se planejar e montar uma mala ideal para viagens longas. E para quem pretende ficar 30 dias de férias, rever e organizar alguns itens é fundamental.

Abaixo, ensinamos como escolher as peças certas na hora de montar seu roteiro e mostramos que, sim, é possível levar apenas uma mala de mão para viagens de até um mês, seja no verão ou no inverno.

Guarda-roupa tem que funcionar com as malas

Se algumas peças não funcionam nem no seu dia a dia, tampouco serão usadas nas viagens - Getty Images/iStockphoto
Se algumas peças não funcionam nem no seu dia a dia, tampouco serão usadas nas viagens
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Primeira coisa e uma das mais importantes é pensar no armário. Se algumas peças não funcionam nem no seu dia a dia, tampouco serão usadas nas viagens. Não existe uma checklist perfeita, você deve se preocupar e considerar o que está inserido no seu roteiro: qual tipo de passeio será feito? Que transporte será usado? Os locais visitados serão sempre ao ar livre ou terá muito ar condicionado? A hospedagem é em um lugar central, que possibilita um banho e troca de roupa antes de ir para um local afastado? Sim, pense em tudo isso.

Além disso, invista e coloque na ponta do lápis quantos passeios e saídas terão à noite, por exemplo. Jantares, baladas, algo mais romântico e de luxo? Todos esses pontos devem ser levados em consideração na hora de montar uma mala prática e versátil.

Menos é mais até no inverno

O que deve ser levado em conta é a capacidade térmica da fibra e não o peso. - Getty Images/iStockphoto
O que deve ser levado em conta é a capacidade térmica da fibra e não o peso.
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Um dos erros mais comuns é achar que malas para o inverno pesam mais do que as de verão-mas isso não é verdade. Quem pretende viajar por locais dentro do Brasil, uma boa malha de lã com fio pouco volumoso pode esquentar mais do que peças de tricô. O que deve ser levado em conta é a capacidade térmica da fibra e não o peso.

Mas se a viagem for para países mais frios, onde neva, invista em peças térmicas para usar embaixo das roupas que não são preparadas para temperaturas negativas. Se o destino for para esquiar, leve um uma peça impermeável ou próprias para neve e roupas mais leves que não ocupem espaço na mala. Lembre-se de levar um cachecol e alterne com os looks. Às vezes, até camisetas servem de lenço e podem ser aproveitados em cada passeio ou foto. E para economizar ainda mais espaço, se possível, embarque com jaquetas nas mãos ou no próprio corpo.

Mala de verão tem que ser (muito) prática

Para compor combinações diferentes e ganhar otimização nas malas, leve seis bermudas, duas calças e dez camisetas  - Getty Images/iStockphoto
Para compor combinações diferentes e ganhar otimização nas malas, leve seis bermudas, duas calças e dez camisetas
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Coloque na bagagem peças que são mais leves e deixe o jeans de lado por um tempo. Isso permite economizar mais espaço para outros acessórios. Uma das peças fundamentais é o chinelo. Com ele, você pode ir à praia e festas já que, em alguns bares, restaurantes e "pool parties", não há necessidade de muito luxo ou arrumação.

No caso das mulheres, tenha em mente que serão necessários, em média, três pares de biquíni. Eles podem ser lavados ao longo da semana, além de poder trocá-los e alternar com a parte de cima ou de baixo. Vestidos também ajudam muito a economizar espaço na mala e, dependendo da modelagem, é possível colocar uma blusinha ou saia por cima, montando três looks.

Já para os homens, três sungas no máximo são mais que suficientes. Para compor combinações diferentes e ganhar otimização nas malas, leve seis bermudas, duas calças (embarque com uma no corpo) e dez camisetas que combinem entre si.

Lave as roupas

Se falta tempo ou bateu aquela preguiça, opte por um pedaço de sabão em barra e um spray para "refrescar a roupa" - Getty Images/iStockphoto
Se falta tempo ou bateu aquela preguiça, opte por um pedaço de sabão em barra e um spray para "refrescar a roupa"
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Seja Airbnb, hostel ou em hotel, hoje em dia ficou mais fácil lavar roupa durante a viagem. Isso faz com que você economize um espaço imenso na mala e permite usar e reusar determinada peça quantas vezes quiser. Se falta tempo ou bateu aquela preguiça, opte por um pedaço de sabão em barra e um spray para "refrescar a roupa" (algumas marcas já vendem pronto e tem várias receitas na internet usando álcool, vinagre branco e bicarbonato). Todos esses truques podem ser bem úteis nas férias e deixam a roupa cheirosa sem precisar usar a máquina de lavar.

Esqueça a toalha

Não precisa ser a toalha mais gostosa do mundo - Getty Images/iStockphoto
Não precisa ser a toalha mais gostosa do mundo
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Você é do tipo que tem apego pelas suas toalhas e sente um certo nojinho ao usá-las em hostels ou hotéis? Calma. Seu problema tem solução. Quando não se sabe a estrutura do local, o ideal é investir em toalhas de camping. Não é a toalha mais gostosa do mundo, mas por ser bem fininha, economiza muito espaço e quebra um galho nas viagens. Mas se o local de hospedagem for com uma estrutura legal, dispense o item sem pensar duas vezes.

Coloco xampu ou não?

O mais indicado é evitar embalagens plásticas e optar por cosméticos em barra - Getty Images/iStockphoto
O mais indicado é evitar embalagens plásticas e optar por cosméticos em barra
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Se houver muita variação na água e clima do local de viagem, levar um cosmético ou xampu daqui pode não funcionar muito e o mais indicado é comprar no próprio destino. Agora, se forem levados direto do Brasil, o mais indicado é evitar embalagens plásticas e optar por cosméticos em barra.

Fontes: Érica Minchin, consultora de Imagem e estilo e criadora do Guarda-roupa Móvel, curso de estilo para nômades, expatriadas e viajantes compulsivas; Greice Rincon, consultora de estilo

Mais Viagem