Conteúdo publicado há 1 mês

TV: Homem que estuprou jovem deixada desacordada em rua de BH é condenado

O homem que estuprou a jovem de 22 anos deixada desacordada na rua por um motorista de aplicativo em Belo Horizonte foi condenado a mais de 10 anos de prisão.

O que aconteceu

A sentença é de 10 anos, 8 meses e 10 dias de prisão em regime fechado por estupro de vulnerável. O crime aconteceu em julho de 2023. A decisão da Justiça foi obtida pela TV Globo Minas. O caso está em segredo de Justiça.

Wemberson Carvalho da Silva, de 47 anos, ainda pode recorrer. Ele estava preso desde o ano passado no Presídio Inspetor José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O motorista de aplicativo que deixou a jovem desacordada na rua foi inocentado. Ele havia sido acusado por estupro de vulnerável por omissão imprópria. O processo dele foi encaminhado ao Ministério Público para oferecimento de acordo pelo crime de abandono de incapaz.

O amigo da vítima, acusado de omissão de socorro, também foi inocentado. Já o motociclista, que ajudou a tirar a vítima do carro e deixá-la na calçada, teve o processo enviado para outro estado e ainda não foi julgado por omissão de socorro.

O UOL tenta localizar a defesa de Wemberson Carvalho da Silva. O espaço fica aberto para manifestações.

Relembre o caso

A jovem foi a um show no estádio Mineirão em 29 de julho de 2023, um sábado. Por volta das 2h de domingo (30), ela decidiu ir embora quando um amigo chamou um motorista por aplicativo e compartilhou o trajeto da viagem com o irmão da vítima.

Desacompanhada no veículo, a mulher chegou ao endereço onde mora cerca de uma hora depois. O motorista teria acionado o interfone do prédio duas vezes e tentado fazer ligações pelo celular, mas não conseguiu retorno.

Continua após a publicidade

O motorista retirou a jovem desacordada do carro. Ele a abandonou na rua com a ajuda de um segundo homem, que passava pelo local.

A jovem só acordou por volta das 8h de domingo, quando agentes do Samu a atenderam em um campo de futebol. Ela estava com um cobertor e a roupa íntima abaixada.

Exames médicos atestaram que ela foi estuprada. O irmão da mulher disse à polícia que não acompanhou a viagem da irmã, nem escutou aos chamados do motorista, porque estava dormindo.

O suspeito do crime foi preso em flagrante por estupro de vulnerável. Ele foi encaminhado ao sistema prisional. Segundo a PM, o homem negou que tenha estuprado a jovem.

Câmeras de segurança registraram jovem sendo carregada

Continua após a publicidade

Imagens de câmeras de segurança mostraram jovem sendo levada. Gravações captaram desde o momento em que a jovem é deixada na rua por um motorista de aplicativo até ela sendo carregada pelo suspeito do estupro momentos depois.

Pouco após ser deixada pelo motorista de aplicativo, o suspeito se aproxima da vítima, a coloca nas costas e sai andando. Ele passa por ruas do bairro carregando a jovem nas costas até chegar ao campo do Grêmio Mineiro, onde ela foi estuprada e abandonada por ele.

Outras imagens mostram o momento em que o suspeito deixa o local do crime. Isso aconteceu por volta de 7h de domingo (30), quando ele é visto sozinho.

Em caso de violência, denuncie

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie.

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares.

Continua após a publicidade

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 — Central de Atendimento à Mulher — e do Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

Deixe seu comentário

Só para assinantes