Susana Werner diz que ex controlava dinheiro: o que é violência patrimonial

Susana Werner afirmou que sofreu abuso patrimonial do ex-marido, Julio Cesar. Ela disse que recebia uma mesada do ex-goleiro e que ele controlava o acesso ao dinheiro da família no período em que esteve casada. Procurado pela reportagem de Splash, Julio Cesar não retornou.

O que é violência patrimonial?

A violência patrimonial acontece quando a pessoa com quem a vítima tem uma relação afetiva se vale disso para lhe tirar seu dinheiro ou bens materiais. Se o homem passa a controlar os gastos da companheira, ou mesmo seu salário, ou retém um documento seu, e faz isso em razão do gênero, ou seja, para prendê-la naquela relação, por exemplo, a Justiça entende ser violência patrimonial contra a mulher.

Popularmente chamado abuso financeiro, esse tipo de ação implica sutilezas que devem ser consideradas quando se está em uma relação conjugal onde há controle, chantagem e humilhação por meio do dinheiro.

Controle muitas vezes acontece com mulheres independentes financeiramente. Geralmente, esse tipo de violência, quando aplicado contra a mulher, está associado a uma violência psicológica. Muitas vítimas são independentes financeiramente, mas têm o dinheiro controlado pelo marido. Quando se separam, fica difícil comprovar a quem pertence o patrimônio.

A Lei Maria da Penha configura violência doméstica e familiar como qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial.

Além de reconhecer esse tipo de abuso como crime, a Maria da Penha prevê medidas protetivas para combatê-lo. Ou seja, ordens judiciais —como restituição de bens indevidamente subtraídos pelo agressor e proibição temporária para compra, venda e locação de propriedade em comum— sob pena de prisão se forem descumpridas.

Desde 2015, a lei também encaixa a falta de pagamento de pensão alimentícia como violência patrimonial.

Entenda mais do caso Susana Werner

Susana Werner, 46, afirmou que o ex-marido, Julio Cesar, 44, controlava o acesso ao dinheiro da família. A empresária contou que foi vítima de abuso patrimonial no período em que esteve casada. "Eu só fui entender isso agora, quando aconteceu o negócio com a Ana Hickmann. Eu só fui entender que eu fazia parte disso há pouco tempo", disse ela, por meio de vídeo no Instagram.

Continua após a publicidade

Susana declarou ainda que nunca conseguiu reformar o apartamento em que mora, em Portugal, por causa de dívidas que só descobriu depois. "Se eu mostrar o meu apartamento para vocês, vocês não acreditam. Eu moro aqui há nove anos [...] teve muita coisa que aconteceu também, de dívidas, que eu também fui saber no ano passado."

Ela alega que recebia uma mesada do ex-goleiro. "Ele me dava um valor que achava justo nos cálculos dele. Eu sempre aceitei tudo pois o amava, mas de uns tempos para cá já estava esgotada", desabafou a atriz, em conversa com o jornalista Leo Dias. Procurado pela reportagem de Splash, Júlio Cesar não retornou.

*Com reportagens publicadas em 25/09/2017 em 02/08/2020

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes