PUBLICIDADE

Topo

Stalkeadas

Um olhar diferente sobre o que bomba nas redes sociais


Stalkeadas

Compras na Shein: como funciona site de roupa barata que cativou youtubers

Peças são vendidas para várias partes do mundo e viraram febre entre youtubers brasileiras - Reprodução/Instagram/@sheinbrazil_
Peças são vendidas para várias partes do mundo e viraram febre entre youtubers brasileiras Imagem: Reprodução/Instagram/@sheinbrazil_

Nathália Geraldo

De Universa

12/11/2020 04h00

Comprar pela internet virou hábito em tempos de pandemia e, mesmo que a gente pouco saia à rua por conta do isolamento, a vontade de incrementar o guarda-roupa com looks novos não arrefeceu entre as consumidoras. Entre as marcas que se tornaram queridinhas por blogueiras e youtubers está a Shein — uma empresa que promete roupas acessíveis, em tamanhos variados e replicando as tendências que estão no mercado da moda e vende tudo pelo site ou pelo aplicativo.

Tanto sucesso, com vídeos no Youtube falando sobre a experiência de compra, a qualidade das peças e os preços, gera curiosidade: Shein é confiável? Demora muito para entregar?

Universa entrou no site, traz passo a passo de como comprar na Shein e detalhes sobre a loja.

Compras na Shein: marca acessível conquista blogueiras

Sem poder ir às lojas (ou pelo menos com acesso restrito), os consumidores migraram para a vida virtual: em setembro, o e-commerce no Brasil registrou aumento de 55% nas vendas em comparação ao mesmo mês em 2019. Roupas, tecidos e calçados são o terceiro tipo de produto mais consumido (atrás de móveis, eletrodomésticos, materiais para escritório, informática), de acordo com levantamento desenvolvido pelo Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital (camara-e.net) em parceria com o Neotrus - Movimento Compre & Confie.

E os lookinhos da Shein fazem sucesso: há mais de 50 vídeos no Youtube de blogueiras experimentando as roupas encomendadas e dando opinião sobre caimento, tamanho, entre outros aspectos das roupas. As produtoras de conteúdo também mostram detalhes sobre maquiagens e acessórios, como bolsas, da marca.

Um dos mais recentes é o da youtuber Lucy Gonçalves:

No site, com alguns problemas de tradução para o português, a Shein se define como "uma plataforma de comercio eletrônico de fast fashion internacional". A empresa é da China, e diz ter fabricação e designers próprios que pensam nas modelagens das roupas. A marca diz ter armazéns de estoque também nos Estados Unidos e em Dubai. Ela passou a vender para o Brasil em 2018.

Como roupas são tão baratas?

No indústria têxtil, são comuns denúncias de mão de obra análoga à escravidão para a produção de peças; para que a roupa fique mais barata, as fábricas pagam pouco aos funcionários ou os colocam em situações de insalubridade.

A Shein, no entanto, afirma em seu site que, para não aumentar o preço dos produtos, "encontrou o equilíbrio ideal entre custo e qualidade numa colaboração estável e sã" com os produtores.

A Shein é confiável na entrega?

A plataforma diz que o tempo de envio estimado para o Brasil é de, em média, 35 a 50 dias úteis a partir do momento que o pacote sai da empresa, "podendo levar mais tempo do que o esperado devido a endereços inválidos, procedimentos de desalfandega [liberação na alfândega], entre outras causas."

No site Reclame Aqui, que reúne comentários de clientes insatisfeitos com as empresas, a Shein tem nota 7,5 (de 10) e reputação "boa". As mensagens deixadas por consumidoras são sobre a demora para envio, dificuldade de rastrear a entrega e taxação alfandegária sobre os produtos aplicadas quando eles chegam ao Brasil. Alguns usuários reclamam que faltaram peças no pedido.

O que ela oferece de produtos?

vestido shein - Reprodução/Shein - Reprodução/Shein
Na plataforma, modelo é descrito como "Zíper Simples elegante Vestido"
Imagem: Reprodução/Shein

Além de produzir rapidamente as tendências de moda, a marca se destaca por vender roupas plus size, biquínis e lingerie. Na seção "Tendências 2020", é possível encontrar top tie dye por R$ 26,99, conjuntinho de top e saia xadrez por R$ 44,90. O vestido de poliéster da foto acima, apresentado como "novidade de 11 de novembro" custa R$ 106,95.

Tecido, tamanhos: como funciona?

Shein - Reprodução/Shein - Reprodução/Shein
Peça plus size é feita de poliéster e tecido que estica levemente
Imagem: Reprodução/Shein

As opiniões sobre a qualidade do tecido das roupas são divergentes entre as youtubers que avaliam as peças. Parte delas diz que alguns materiais ficam transparentes quando esticados, outras não veem problema. É recomendável ler as opiniões das clientes, que ficam nas avaliações das peças, para saber como o produto é "na vida real". Algumas consumidoras enviam fotos vestindo o que compraram, para ajudar outras usuárias a decidirem sobre o produto.

Ao lado de cada peça, a Shein oferece uma tabela de medidas bem completa, que leva em conta o tamanho do busto, das coxas, do quadril, da cintura, entre outras. Algumas youtubers recomendam comprar um número a menos do que você mediu na tabela; outras mostram que em alguns modelos, o tamanho da tabela é o ideal.

Na área "curvas + plus", a Shein vende peças até o tamanho 4XL. Também há tabela de medidas para que as consumidoras encontrem qual tamanho ficará melhor no corpo.

Apoio ao cliente funciona?

A Shein mantém uma área de serviço de apoio ao cliente com perguntas e respostas sobre reembolso de produto (no caso de danos e até 30 dias), demora na entrega, entre outras questões. Nas redes sociais, porém, algumas usuárias reclamam da falta de assistência da empresa após a compra.

Frete grátis, formas de pagamento: a compra na Shein funciona como em qualquer outra loja virtual. Após acrescentar as roupas no carrinho, o consumidor é encaminhado para uma página de finalização da compra, informa dados de entrega e seleciona o pagamento (boleto, cartões e outros). É possível criar conta ou entrar com login do Facebook. A empresa mostra que o envio é grátis.

Shein no Instagram: a marca divulga parte do catálogo nas redes sociais, na conta global e na do Brasil (@sheinbrazil_). Ela não parece ter base brasileira, no entanto. Universa enviou mensagem pela rede social para pedir mais informações da marca e recebeu uma mensagem em inglês informando que repassaria o pedido de informação a uma área responsável. Até a publicação da matéria, não tivemos mais detalhes.

Stalkeadas