Topo

Pode tudo com celebridade? Marquezine nega abraço e é chamada de grossa

No Rock in Rio, Bruna negou que o fã a abraçasse na cintura - Instagram
No Rock in Rio, Bruna negou que o fã a abraçasse na cintura Imagem: Instagram

Ana Bardella

de Universa

13/10/2019 18h17

O fato de uma pessoa ser famosa faz com que as expectativas em torno dela sejam altas. Prova disso é Bruna Marquezine: durante o Rock in Rio, a atriz foi abordada por um fã, que pediu para que os dois tirassem uma foto juntos. Na imagem postada, ela está com as duas mãos na cintura, enquanto o rapaz parece não saber muito bem o que fazer o braço. A foto tomou proporções maiores quando o fã disse na internet que ela foi "meiga e grossa ao mesmo tempo". Na sua versão, Marquezine teria dito: "Não me encosta".

Bruna falou sobre o assunto no Twitter e garantiu não ter dito uma palavra. "Só coloquei um dos meus braços entre o braço dele e o meu corpo, como sempre faço com qualquer homem (pro cara tirar a mão mesmo) que tira foto pegando na CINTURA e ele pelo visto entendeu o recado", disse.

Tendência à frustração

Na visão do psicólogo Roberto Debski, é comum criarmos expectativas ou imagens fantasiosas sobre pessoas famosas. "A tendência é projetarmos no outro aquilo que temos dentro de nós. Por isso algumas pessoas idealizam as celebridades como sendo perfeitas ou não simpatizam com elas. Estas percepções pessoais podem resultar em raiva, amor, admiração e até inveja", explica.

Por esta razão, podemos nos frustrar ao conhecer pessoalmente alguém que faz sucesso na mídia. "A verdade é que cada pessoa tem uma preferência e uma personalidade. Algumas podem ser simpáticas durante o trabalho, mas não gostam de ser abordadas nas horas de lazer, por exemplo", exemplifica.

Confusão entre público e privado

Há ainda outra especificidade envolvendo o assunto. Muitas vezes as pessoas famosas, como modelos, trabalham com a exposição do corpo. "Por causa disso, há quem não consiga enxergar os limites, imaginando que a pessoa está disponível. Ou seja: por ter uma imagem pública, há quem acredite que o corpo da pessoa também é público", detalha. Isso, é claro, não passa de uma fantasia. "O ideal é que o espaço de cada um seja respeitado de acordo com as suas vontades."

Direitos da mulher