Topo

Transforma

Mulheres protagonizam um mundo em evolução


Coreógrafa de Bieber revela abuso do cantor: "Se eduque além da Bíblia"

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Da Universa

02/07/2019 13h32

A semana na música foi agitada depois que Taylor Swift publicou uma nota aberta revelando conflitos com seu ex-empresário Scooter Braun, que trabalha com cantores como Ariana Grande e Justin Bieber -- que demonstrou apoio a ele nas redes sociais.

Aproveitando a onda, Emma Portner, esposa de Ellen Page e coreógrafa da turnê "Purpose World Tour" de Bieber, desabafou em seu Instagram como foi explorador trabalhar com o canadense durante esse projeto.

No relato, ela afirma que na época estava "sem dinheiro para comer", enquanto ele faturava milhões. Tudo isso se apoiando em discursos que atacam mulheres e propagam ódio à comunidade LGBTQ+.

"Justin Bieber, eu me arrependo de ter trabalhado com você. Eu te dei meu corpo inocente, criatividade, tempo, esforço. Duas vezes. Para um conteúdo que você faturou milhões enquanto eu faturei nadinha. Menos que um salário mínimo para as horas que investi. Eu não tinha dinheiro para comer. O jeito que você degrada mulheres é uma abominação. Você continua a colaborar com pessoas problemáticas. Você vai religiosamente para uma igreja que não apoia a comunidade LGBTQ+. Vocês contrataram uma lésbica para seu clipe e para coreografar a 'Purpose World Tour'. Como você se sente em relação a isso? Uma lésbica, te ajudando, por uma mixaria, enquanto você vai a uma igreja que vai contra a minha existência?", questiona.

Ao longo do relato, Emma reforça que "um pastor branco heterossexual" não pode ser a única visão de mundo do cantor, pedindo para que ele use sua influência para coisas boas.

"Eu só posso esperar que você se ilumine. Que leia vários livros. Eu felizmente vou comprar e te mandar alguns livros que irão mudar o jeito que seu cérebro traumatizado pensa. Um pastor branco hétero não pode ser sua única visão de mundo. Eu tenho muito para dizer mas basicamente? Eu realmente espero que você se eduque além da sua Bíblia. Você tem um poder imenso. Pare de degradar mulheres. Você e Chris Brown precisam ser responsáveis pelos seus atos", continua.

Ao concluir o desabafo, a coreógrafa refletiu sobre os impactos do abuso na vida das vítimas e as consequências disso na vida do "abusador".

"Você pode ser grata por uma oportunidade e ainda responsabilizar as pessoas por seus atos. Você pode estar chateada com a indústria e ainda querer fazer parte dela ao encorajar mudanças. Você pode ser abusada e ainda ter sentimentos complexos sobre seus abusadores."

Transforma