Topo

Stalkeadas

Um olhar diferente sobre o que bomba nas redes sociais


Esse é o sinal universal de que uma fofoca boa está prestes a ser contada

Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter

Gustavo Frank

Da Universa

29/05/2019 14h18

Fofoqueiros de plantão, esse momento é de vocês. É fato: nada junta mais as pessoas do que uma história compartilhada sobre alguma pessoa ou um "bafo" que aconteceu por aí. A fofoca gera assuntos, cria intimidade, estreita laços e por aí vai.

O mundo é dividido entre dois tipos de fofoqueiros: os que têm a língua afiada e os meros contadores de história, que só estão repassando uma simples informação para participar de uma conversa.

Aqui somos livres de julgamentos para qualquer um desses grupos:

Até porque todo mundo tem um pezinho lá, como provou um tuíte do Paulo. Nele, muita gente entrou em um acordo sobre a existência de um sinal universal que antecede uma boa fofoca.

A amiga poderia ter chegado falando "oi", "tudo bom amiga?", "como você tá?". Mas não, ela chegou dizendo "menina". E a importância da fofoca é desenvolvida aí mesmo.

Quanto mais prolongado, maior o bafo é:

A minúcia está no tom de voz usado:

Entre os estados isso pode mudar, mas ainda tem o mesmo efeito:

O vocativo vem acompanhado de uma frase que prepara a pessoa para a bomba que está por vir:

Em suas mais diferentes versões:

Você realmente não sabe o que está por vir, mas já está se aquecendo:

Você só vai acreditar depois que te contarem, mas...

No fim, você só sabe mesmo que a fofoca foi compartilhada com sucesso quando:

É isto, uma boa fofoca a todos: