PUBLICIDADE

Topo

Transforma

Mulheres protagonizam um mundo em evolução


Transforma

Bruna Linzmeyer: "orgulho LGBT tem a ver com se recusar a sentir vergonha"

Bruna Linzmeyer - Julia Rodrigues/Women"s Health Brasil
Bruna Linzmeyer Imagem: Julia Rodrigues/Women's Health Brasil

da Universa, em São Paulo

15/03/2019 12h08

Uma das principais vozes da comunidade LGBT brasileira, a atriz Bruna Linzmeyer abriu o jogo sobre o que significa para ela o orgulho de se identificar, publicamente, como lésbica.

"O orgulho LGBT tem a ver com você recusar sentir vergonha da vergonha que os outros sentem de você" disse ela à revista "Women's Health Brasil".

À publicação, Bruna falou ainda como também encara a vergonha que a sociedade às vezes tenta imprimir às mulheres por causa da roupa ou corpo.

"Sempre lidei bem com o que está dentro de mim. Nunca foi um grande problema. Sempre pensei que não vou sentir vergonha porque você está incomodado com o meu shortinho muito curto, sabe? Acho que é nesse sentido que fico confortável", ponderou.

Ela, no entanto, admite que se sente atingida por outro tipo de olhar e atitude: o assédio.

"O desconforto existe, principalmente quando me sinto invadida por um olhar que não é bem-vindo, por um olhar que às vezes pode se tornar violento em situações vulneráveis, como quando estou sozinha na rua. Enfim, todas essas coisas que a gente sabe sobre o assédio. Nesses momentos eu me sinto desconfortável."

A atriz ainda confessou que se sente à vontade em outras situações do cotidiano das mulheres que, sem sempre, são acolhidas em sua totalidade pela sociedade.

"Eu amo ovular. Porque tenho uma energia nessa semana. Tenho muito tesão, tenho muita vontade de transar, tenho vontade de resolver as coisas, trabalho muito", admitiu.

Transforma