Topo

Relacionamentos

Relacionamento morno? 10 sinais de que está na hora de partir para outra

Às vezes o relacionamento já acabou e a gente não quer perceber - Getty Images/iStockphoto
Às vezes o relacionamento já acabou e a gente não quer perceber Imagem: Getty Images/iStockphoto

Geiza Martins

Colaboração para Universa

18/12/2018 04h00

Quando um relacionamento vai mal, às vezes somos incapazes de enxergar que um possível fim está próximo. As dúvidas até pintam, mas geralmente nos enroscamos e o medo de mudanças e da solidão nos paralisam. Para não prolongar uma fase ruim, detectamos 10 sinais que servem como um alerta para medir a qualidade da relação.
Segundo o psicólogo Vitor Paese, a presença desses tópicos no romance demonstra a infelicidade na relação. "Se esses itens fizerem parte de seu relacionamento, significa que ele precisa ser revisto, seja por uma psicoterapia de casal ou de uma boa conversa. Algo precisa mudar". 

1. Não sinto atração sexual por meu parceiro

"Numa relação, o sexo é um pilar muito forte, que deve ser considerado", avisa Vitor. E quando não há sexo, é um indicativo de que alguma coisa não está boa. "Às vezes, pode ser alguma fase de dificuldade, falta de interesse ou uma alteração emocional. É preciso avaliar se a sensação é sentida por ambos ou um só", comenta ele. 
Todavia, vale ressaltar que a escritora Iris Krasnow, autora do livro "Sex After... Women Share How Intimacy Changes as Life Changes" (O sexo depois - mulheres revelam como a intimidade muda à medida que a vida muda), aponta uma tendência na vida sexual dos casais de longa data: "Ouvi dezenas de histórias sobre amor duradouro que não inclui sexo. As entrevistadas contaram que o que as une aos seus parceiros é o coração e a história, não o sexo". 

2. Outras pessoas me atraem mais do que meu par

Eis algo que você deve levar em consideração. Se você está com seu parceiro e o tempo inteiro e sente mais atração por outros, é preciso se perguntar o que está acontecendo. "Com certeza, isso significa que você não tem satisfação em estar ao lado do seu parceiro. Isso é a pontinha do iceberg de outras coisas que estão rolando, é só um sintoma", avisa o psicólogo. O mais aconselhado nesses casos é entender (e até investigar) o que motiva essa atração.

3. Já não tenho mais aquele brilho no olhar

Essa situação geralmente ocorre quando não temos mais admiração pela personalidade da pessoa amada. Ou seja, já não há mais prazer em estar com ela. "Pode estar relacionado com o item 2. Às vezes, a falta de prazer em estar ao lado e em conviver socialmente faz com que o par se desinteresse dele e se interesse por outras pessoas. Isso é bastante comum, inclusive".

4. Brigamos o tempo todo

 Nas fases em que falta tolerância com as ideias e com o comportamento do parceiro, as discordâncias levam a debates acalorados, discussões e até mesmo grandes brigas. O fator irritação conta e muito nessas horas: só de escutar a voz do outro, você já revira os olhos? "Isso é um indicativo de que as coisas não vão bem", diz Vitor. 

5. Ele/ela não faz nada sem mim

Em uma relação saudável, existem dois indivíduos, com vidas separadas, pensamentos próprios, amigos etc. "Se o parceiro está completamente dependente de você, há uma falta de individualidade na relação", explica o psicólogo. E isso não é nada bom, pois a dependência gera frustração naquele que não tem vida própria, e geralmente faz com que o outro se sinta sufocado, com vontade de fazer seus programas sozinho.

6. Ele/ela não respeita meus gostos

Diferenças existem e não é fácil de conviver com elas, mas é necessário. Analise se o seu par recrimina seus gostos e o seu jeito de ser. Claro, não é porque ele pega no seu pé por algum hábito seu, que seu relacionamento não está bacana. Uma boa conversa para que ambos cedam um pouco pode colocar um ponto final em qualquer problema. Agora, se conversa alguma faz com que seu amor considere seus interesses, está na hora de rever. "Numa relação saudável, um tem de respeitar a individualidade do outro", comenta.

7. Fico sempre em segundo plano 

Nenhum relacionamento resiste por muito tempo se um dos parceiros não prioriza o outro em sua vida. "Quando você se coloca disponível para desenvolver uma relação e a pessoa não valoriza isso, ficará sempre com a sobra do afeto, da atenção, do tempo". De acordo com o psicólogo, quem passa por isso deve se questionar: por que aceita esse tratamento e, principalmente, como anda a sua autoestima e o amor-próprio? "Além da relação, também está em jogo o quanto eu me valorizo. Nós devemos sempre ser prioridade nas coisas que giram ao nosso redor". 

8. Não há mais sintonia entre nós 

Aqui complica bastante...A falta de interesses, afinidades e gostos em comum pode tornar a relação insonsa, pouco produtiva e "sem assunto". As afinidades são extremamente necessárias. Quando elas estão muito limitadas e até mesmo inexistentes, a relação fica muito insustentável.

9. Os planos dele/dela não me incluem 

Seu par não tem um projeto em comum com você para o futuro? Não há nenhuma viagem planejada? Abra os olhos! Viver o momento é sempre o ideal, mas a ausência de planos pode colocar o futuro de vocês em jogo. "Ter um projeto comum é extremamente saudável. É o que faz aquelas afinidades se tornarem mais direcionadas", explica.  

10. Ele/ela não é carinhoso

Se não há carinho ou atenção, vale se perguntar por que você está nessa relação. Afinal, esses são gestos básicos em uma relação em que a ligação principal é o amor e o afeto. "Algumas pessoas têm dificuldade de perceber a importância desse item", comenta. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Relacionamentos