PUBLICIDADE

Topo

Diversidade

Paris Jackson se desculpa por capa de revista em país onde ser LGBT é crime

Paris Jackson - Reprodução/Instagram
Paris Jackson Imagem: Reprodução/Instagram

da Universa, em São Paulo

20/08/2018 10h36

Paris Jackson veio a público para pedir desculpas por estampar a capa da revista de moda "Harper's Bazaar" em Singapura neste domingo (19). O motivo? No país, ser LGBT é considerado crime.

A modelo, filha de Michael Jackson, decidiu responder também em seu Twitter as acusações do site "Gay Star News" de que ela seria hipócrita por não só emprestar sua imagem à publicação como também por celebrar esta conquista.

Veja também

"Eu não sabia, sinto muito. Estava grata pela oportunidade, mas eu deletarei meu post agora. Não quero ser hipócrita ou machucar ninguém e meu apoio por qualquer membro da comunidade LGBTQ+ vem antes do meu amor pela moda e gratidão por esta oportunidade. Novamente, me desculpem", escreveu Paris. 

"Eu gostaria de comentar ainda que se alguém que é abertamente parte da comunidade [LGBTQ+] está na capa [de uma revista] em um país que é contra a comunidade, isso deve ser celebrado. Não é um passo à frente? Novamente, sinto muito mesmo. Não queria ser hipócrita ou machucar ninguém", ponderou.

Mas Paris também se manifestou contra a publicação do site, que considerou de mau gosto.

"E este texto é ridiculamente maldoso".

Ela ainda comentou diante da pergunta de uma fã:

"Encontram qualquer coisa para atacar minha integridade e meu caráter. Toda vez em que faço algo positivo, sempre distorcem. Os tabloides e a mídia têm sido assim por décadas e décadas, é muito triste".

A cantora Lauren Jauregui, da banda Fifth Harmony, também saiu em defesa de Paris:

"Ter um membro da comunidade na capa é, na verdade, muito revolucionário porque permite que outros membros da comunidade LGBTQIA+ em Singapura se sintam representados. Em um país onde é um tabu ser visto ou reconhecido, ela conseguiu uma capa. É uma grande conquista para ela e para a publicação", concluiu.

Apesar de rejeitar rótulos sobre sua orientação sexual, Paris Jackson se identifica abertamente com a comunidade LGBT e já falou publicamente sobre suas relações com homens e mulheres. Mais recentemente, ela explicou sua ligação com a também modelo Cara Delevingne, com quem mantinha um relacionamento aberto.

Diversidade