PUBLICIDADE

Topo

Diversidade

4 em cada 5 estudantes LGBTQ não recebem apoio de suas universidades

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Da Universa

31/07/2018 19h43

Todo mundo que já passou pela universidade, ou até mesmo por qualquer outra instituição educacional, sabe como é importante que esta proporcione não só a “didática” aos seus alunos, como também um apoio psicológico.

Um relatório compilado pela Student Minds, intitulado LBGTQ+ Student Mental Health (Saúde Mental dos Estudantes LGBTQ+), fez uma pesquisa com 467 estudantes graduados e descobriu que 4 em cada 5 deles relataram não estarem recebendo apoio suficientes de suas universidades.

Veja também

O estudo descobriu que 28% dos entrevistados não se sentem engajados com a comunidade LGBTQ da sua universidade, enquanto 54% se sentiam incapazes de se envolver com a mesma.

“Fazer parte da comunidade LGBTQ + é um fator importante para ajudar as pessoas a construírem sua resiliência”, disse Dominic Smithies, co-autor do relatório.

Outro ponto salientado pelo relatório é de que os estudantes sugeriram que os membros da comunidade LGBTQ nem sempre eram “calorosos, amigáveis e acolhedores” nesses meios e que as lideranças são “reclusas”.

“Há uma clara necessidade de instituições educacionais fornecerem apoio de saúde mental culturalmente competente e bem financiado. Especialmente em torno da imagem corporal, distúrbios alimentares e traumas ”, disse Eden Ladley, diretor da NUS LGBTQ +.

Por fim, vale ressaltar a importância de uma estrutura psicológica de instituições como essa já que outras pesquisas do mesmo âmbito já mostraram que lésbicas, gays e bissexuais adultos são mais propensos a enfrentar problemas de saúde mental, enquanto 50% das pessoas transgêneros já cogitaram o suicídio por questões como essas.

Diversidade