PUBLICIDADE

Topo

Moda

Hussein Chalayan parte do vento para construir looks para o verão 2009

Pontas nos vestidos de Hussein Chalayan traziam a idéia de movimento contastante - AFP
Pontas nos vestidos de Hussein Chalayan traziam a idéia de movimento contastante
Imagem: AFP

VITOR ANGELO<br><br>Colaboração para o UOL, de Paris

02/10/2008 14h01

A espiral da moda sopra por entre copos e corpos no verão 2009 de Hussein Chalayan. O estilista cipriota traz para as roupas algo de imaterial e impalpável: o vento, ou seja o ar em diversas direções. Paradoxalmente, ele chama sua coleção de "Inertia", a inércia, uma força física em repouso ou movimento constante.

Ao som de uma orquestra de taças de cristais e uma passarela circular com um desenho espiral no centro, Chalayan faz do vento e do repouso o mote de sua coleção. Trabalhando com estas duas idéias, ele redimensiona o vento - este vilão dos penteados e que sempre pode causar uma sensação de impotência ou inércia para mulheres desprevenidas - lembrem-se da clássica cena do vestido esvoaçante de Marilyn Monroe em "O Pecado Mora ao Lado" e de como ela reage tentando se proteger, com um pouco de pudor e um pouco de malícia, de uma possível nudez.

Ao mostrar vestidos curtos e curtíssimos, o estilista retira a vilania de sua personagem. Não há muito o que despir, o vento é inerte à minissaia. Com um interessante trabalho de estamparia e recorte, ele também mostrou um bloco com looks de listras azuis e brancas bem ao estilo navy. Tudo muito fresco e cheio de jovialidade.

Sempre intelectual e com pretensões artísticas, Chalayan vai mais longe e torna o próprio vento inerte ao congelar penteados e chapéus no momento de uma grande ventania. No último bloco do desfile, apresenta impressionantes vestidos construídos com diversas pontas nas costas, como que frisados no instante de um forte sopro de ar.
Problemas técnicos impediram que esta última parte tivesse uma "mis em scene" mais impactante, pois a ventania que soprava sobre as modelos, paradas, não era intensa o suficiente. Mesmo assim, a força que nos coloca ou tira da inércia estava muito bem contada em todos os seus looks.

Moda