PUBLICIDADE

Topo

Nina Lemos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Pai de MC Melody lança filha de dois anos como cantora. E agora?

MC Belinho lança carreira de Mellany, que tem mais de 84 mil seguidores no Instagram, administrado por ele - Reprodução/ Instagram
MC Belinho lança carreira de Mellany, que tem mais de 84 mil seguidores no Instagram, administrado por ele Imagem: Reprodução/ Instagram
Conteúdo exclusivo para assinantes
Nina Lemos

Nina Lemos é jornalista e escritora e mora em Berlim. É feminista das antigas e uma das criadoras do 02 Neurônio, que lançou cinco livros e teve um site no UOL no começo de 2000. Foi colunista da Folha de S. Paulo, repórter especial da revista Tpm e blogueira do Estadão e do Yahoo. Escreveu também o romance "A Ditadura da Moda".

Colunista de Universa

12/01/2022 04h00

Mellany tem apenas dois anos, mas já tem perfil no Instagram e no TikTok como cantora. Sim, com essa idade uma criança ainda está aprendendo a falar. Mas a menina é irmã de MC Melody e Bella Angel e seu pai já é o seu empresário. Que tal? Para quem não lembra: as irmãs são filhas de MC Belinho, produtor que expõe as filhas desde que elas eram pequenas.

Melody, hoje com carreira consolidada, surgiu com apenas oito anos. Na época, seu pai chegou a ter a guarda da filha ameaçada e o caso foi investigado pelo Ministério Público de São Paulo. Não sem razão: os vídeos da menina sensualizando ainda criança eram chocantes. Ela rebolava de biquíni até o chão e, nas redes sociais, recebia cantadas (ou melhor, ataques pedófilos, já que se tratava de uma criança).

Na época, a carreira da menina chegou a ser interrompida. Por pouco tempo. Quando Melody tinha 11 anos, o investimento na carreira dela foi ainda mais pesado, com vídeos produzidos, todos sensuais.

Em 2019, famosos como Felipe Neto tentaram interferir no caso. O youtuber ofereceu apoio psicológico e pedagógico para Melody, então com 11 anos, e Bela, que tinha 14. Na ocasião, ele informou que o pai das meninas tinha aceitado sua oferta e prometido que os conteúdos das crianças seriam fiscalizados.

Mês passado foi a vez de Anitta, que já disse querer empresariar Melody, criticar o MC. "O pai dela não é correto", disse Anitta, depois que uma versão de uma música sua feita por Melody foi derrubada da internet.

Os problemas com a justiça e as críticas parecem não ter assustado Belinho.

Ele agora não só continua, de acordo com suas redes sociais, administrando a carreira de Melody e de Bella, como também a da bebê.

Viral no TikTok

Mellany tem mais de 84 mil seguidores no Instagram, que é administrado pelo pai. Na bio da menina está escrito que ela é cantora. Há também um e-mail para "parcerias" e anúncio da sua nova música. Trata-se de "Nana Nanana", na qual a bebê "canta" com a irmã Melody.

No TikTok, a conta da menina de dois anos é ainda mais profissional. Ali, ela tem mais de 210 mil seguidores. Alguns de seus vídeos têm mais de 10 mil likes.

Não há nada de errado com nenhuma das três, que são meninas fofas. E, no caso de Melody e Bella, cantoras talentosas. O problema é a exploração e a exposição de crianças. Afinal, uma menina de dois anos não pode escolher se quer ou não aparecer, certo? E criança não pode trabalhar, muito menos com dois anos de idade. É simples assim.

Se esse tipo de exposição já é complicado no caso de bebês de qualquer família, em se tratando de MC Belinho isso acende um alerta, já que ele tem sérios antecedentes.

Suas filhas mais velhas foram sexualizadas ainda crianças. Isso não pode se repetir, nem com Mellany, nem com nenhuma outra menina.

É chocante que todo o escândalo (o caso da funkeira que sensualizava ainda criança virou notícia até fora do país) e com investigações da justiça, ele não tenha aprendido e que esse tipo de coisa ainda aconteça.

Mas, pelo jeito, não aprendeu nada mesmo.

As meninas, menores de idade empresariadas pelo pai, continuam sensualizando nas redes.

MC Melody, por exemplo, parece uma veterana e sensualiza como adulta. Mas só tem 14 anos. Nada contra elas, repito. Tudo contra quem explora e sexualiza meninas menores de idade.