Topo

Asteroide de 400 metros pode cruzar com a Terra em 2032, dizem astrônomos

Do UOL, em São Paulo

18/10/2013 17h37

Um asteroide passou próximo da órbita da Terra no mês passado, tornando-se um dos 10.332 objetos catalogados como "potencialmente perigosos" pela Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), os chamados NEOs.

VEJA MAIS

  • Nasa/JPL-Caltech

    Terra é ameaçada por 1.400 asteroides, mostra mapa da Nasa

Isso porque o 2013 TV135 é grande, com cerca de 400 metros de diâmetro, e tem uma trajetória que passa perto do nosso planeta. No dia 16 de setembro, quando atingiu sua maior aproximação, ele ficou a 6,7 milhões de quilômetros da órbita da Terra. 

Descoberto no último dia 8 de outubro pelo Observatório Astrofísico da Crimeia, na Ucrânia, o caminho do asteroide pode voltar a cruzar com o nosso planeta em 2032, estimam os astrônomos. A Nasa, no entanto, minimizou os riscos de colisão e calculou uma chance em 63 mil para sermos destruídos pela rocha.

"Para colocar de outra forma, vamos dizer que a chance de não haver impacto em 2032 é de cerca de 99,998%", afirma Don Yeomans, chefe do rograma de NEO da Nasa, no JPL, em Pasadena, na Califórnia.

O asteroide "passeia" bastante pelo Sistema Solar, indo da região da Terra até quase à de Júpiter - mas ele fica distante da órbita do gigante, assim como estamos longe do Sol. Mas Yeomans lembra que é preciso mais estudos do corpo, já que o período orbital de quase quatro anos está sendo observado apenas há dez dias. 

Veja asteroides, cometas e meteoros que passam pela Terra
Veja asteroides, cometas e meteoros que passam pela Terra
$escape.getHash()uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','22049+OR+64921+OR+29859', '')

Mais Tilt