PUBLICIDADE
Topo

Novo exoplaneta completa um ano em apenas 8,5 horas, descobre MIT

Do UOL, em São Paulo

20/08/2013 14h51

No tempo que você passa no trabalho ou tem uma noite de sono, uma pequena bola de fogo fora do Sistema Solar, a 700 anos luz de distância da Terra, completa um ano.

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT, na sigla em inglês) descobriram um exoplaneta do tamanho da Terra que dá a volta na sua estrela, que é parecida com o nosso Sol, em apenas 8,5 horas terrestres. Este é um dos menores períodos orbitais já detectados pelos astrônomos, ressalta o estudo publicado nesta terça-feira (20) no renomado periódico The Astrophysical Journal.

Batizado de Kepler 78b, o novo mundo tem uma temperatura muito mais quente que a do nosso planeta, passando dos 2.700 graus Celsius (5.000 graus Farenheit). O grupo estima que esse "ambiente escaldante tenha derretido a camada superior do planeta, criando um maciço oceano de lava".

Isso acontece porque o exoplaneta está muito próximo da sua estrela-mãe: seu raio orbital é apenas três vezes maior do que o do astro. Segundo estimativas da equipe, o Kepler 78b está cerca de 40 vezes mais próximo do que a distância que existe entre Mercúrio e Sol.

Os cientistas disseram, ainda, que foi possível detectar a luz emitida pelo planeta, fonte que pode dar informações detalhadas sobre a composição da superfície do planeta e das propriedades reflexivas. Ele foi descoberto com ajuda do telescópio espacial Kepler, da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), que coletou dados de 150 mil estrelas antes de ficar inoperante após uma falha técnica.

"Estava apenas procurando por olho e, de repente, eu vejo esse pequeno raio de luz quando era esperado, e foi muito lindo", recorda o físico do MIT Roberto Sanchis-Ojeda. "Eu pensei: 'Na verdade, estamos  vendo a luz do planeta'. Foi um momento realmente emocionante."