PUBLICIDADE
Topo

Egípcios usaram meteorito que caiu na Terra há 5.000 anos para joias

Do UOL, em São Paulo

20/08/2013 06h00

Uma descoberta feita por arqueólogos do University College London promete render mais admiração à civilização egípcia, que habitou a Terra entre os anos de 4.500 a.C e 641 d.C.

Nove contas de um colar do Antigo Egito teriam sido feitas com material vindo do espaço, possivelmente, de fragmentos de um meteorito caído na superfície terrestre há mais de 5.000 anos, segundo estudo publicado nesta segunda-feira (19) no Journal of Archaeological Science. Até então, os cientistas acreditavam que as peças encontradas bastante deterioradas em uma escavação no Egito em 1911 seriam de minério de ferro.

LEIA MAIS

  • Nasa, ESA, Hubble

    Álbum reúne imagens de asteroides, cometas e meteoros que passam pela Terra

  • Nasa/JPL-Caltech

    Terra é 'ameaçada' por 1.400 grandes asteroides, revela mapa da Nasa

O fato de o colar trazer, originalmente, as contas dispostas ao lado de pedras preciosas e ouro indica que os fragmentos espaciais tinham grande valor para os donos das joias e para os artesãos.

O professor Thilo Rehren, que coordenou a pesquisa, aponta que a técnica empregada na elaboração do colar difere totalmente da de outros itens achados no mesmo sítio arqueológico.

"O formato de fina espessura das contas foi obtido através de cuidadosos golpes de martelo e não através de técnicas que, hoje sabemos, eram tradicionais entre esse povo", ressalta ele.

O ferro do meteorito foi repetidamente aquecido e golpeado para confeccionar a joia preciosa, mostrando que os egípcios já eram avançados na arte da ourivesaria.

"Nos empolgou muito, também, analisar a composição das contas, evidenciando um avançado conhecimento dos artesãos no trabalho desse raro material."

Para o novo estudo, os pesquisadores resgataram o material para submetê-lo a análise feita com raio-X e escâner de alta teconologia, revelando que as contas eram compostas de ferro meteórico, com grande concentração de níquel, cobalto, fósforo e germânio (que é encontrado apenas em pequenas quantidades nos derivados de ferro).

"A grande descoberta da pesquisa foi demonstrar, pela primeira, que há traços de materiais como cobalto e germânio nas contas, e em níveis que só ocorrem em material vindo do espaço, de meteoros rochosos", destaca o professor.

 O ferro de meteorito é um liga que tem uma composição diferente do ferro terrestre.

Além de descobrir que o colar foi elaborado com material vindo do espaço, o estudo também aponta que o trabalho com ferro meteórico deu aos egípcios a base para dominar a técnica do ferro fundido, surgida 2.000 anos mais tarde.

Esse conhecimento teria sido crucial para a posterior produção de ferro a partir de minério de ferro, substituindo o uso de cobre e bronze como os principais materiais usados até então.