PUBLICIDADE
Topo

Nasa acha 2,5 milhões de buracos negros e mil galáxias debaixo de poeira cósmica

Do UOL

Em São Paulo

29/08/2012 20h20

Cerca de 2,5 milhões de buracos negros e outras mil galáxias estão escondidas sob a densa poeira cósmica e não ficam visíveis para a Terra, segundo três estudos divulgados nesta quarta-feira (28) pela Nasa (agência espacial norte-americana). Os corpos só foram encontrados com a ajuda do WISE, que analisa e fotografa o universo com luz infravermelha – o equipamento “escaneou” o cosmos duas vezes e captou milhões de fotografias nesta descoberta.

Dos 2,5 milhões de buracos negros achados pelos astrônomos, mais de 65% nunca tinham sido identificados antes. A luz infravermelha do Wise fez os corpos brilharem intensamente e se destacarem na capa de poeira. Os buracos negros, que ficam a 10 bilhões de anos-luz de distância da Terra, têm massas bilhões de vezes maiores do que o Sol. 

Ainda foram descobertas cerca de mil objetos “empoeirados” que, dizem os pesquisadores, estão entre as galáxias mais brilhantes já identificadas aqui da Terra. “Nós estamos presenciando, talvez, uma nova e rara fase de evolução das galáxias”, afirmou Jingwen Wu, líder de uma das pesquisas do Wise. 

Batizadas de hot DOGs (galáxias quentes e obscurecidas pela poeira, no termo em inglês), elas irradiam 100 trilhões de vezes mais luz do que o Sol e abrigam novas estrelas e buracos negros no gás quente que as rodeiam. Mas como estão cobertas por tanta poeira, elas só podem ser identificadas pelas ondas mais longas do equipamento da Nasa.

"Estas galáxias são tão raras que o Wise ter de fazer a varredura de todo o céu para encontrá-las”, disse Peter Eisenhardt, principal autor de um dos textos. “Nós também estamos vendo evidências de que eles formaram os buracos negros antes das suas estrelas. Talvez, os ovos vieram antes das galinhas.”