Topo

Após primeira tentativa fracassada, Israel criará nova nave para chegar à Lua

Sonda Bereshit tirou uma selfie com o planeta Terra - SpaceIL/Divulgação
Sonda Bereshit tirou uma selfie com o planeta Terra Imagem: SpaceIL/Divulgação

Da EFE, em Jerusalém

14/04/2019 07h38

A missão israelense que na última quinta-feira (11) fracassou na tentativa de pousar com sucesso na Lua com a aeronave Bereshit retomará seu trabalho para construir outro módulo não-tripulado, com o qual tentará chegar novamente ao satélite.

O multimilionário Morris Khan, presidente da SpaceIL, uma entidade privada e sem fins lucrativos que financiou o primeiro projeto à Lua com o grupo estatal Indústria Aeroespacial de Israel (IAI), informou neste domingo em um vídeo que buscará novos doadores para criar uma nova nave aeroespacial, denominada Bereshit 2, com a qual tentará chegar à Lua em breve.

"Isto é parte da minha mensagem à geração mais nova: se você não tiver sucesso, levante-se e tente novamente", disse Khan, que afirmou que completará sua missão após o fracasso da semana passada, quando a aeronave enviada ao satélite acabou destruída durante seu processo de pouso na superfície lunar, depois de mais de um mês e meio de viagem pelo espaço.

A Bereshit, com 585 quilos de peso e 1,5 metro, custou cerca de US$ 100 milhões, tinha sido colocada em órbita no dia 22 de fevereiro, na primeira missão lunar realizada por Israel, e foi a primeira viagem espacial da história custeada inteiramente por doações privadas e dedicadas a fins educativos.

Caso tivesse cumprido com sucesso sua missão à Lua, Israel teria se transformado no quarto país da história a conseguir este marco.

Ciência