Topo

Equipe acha estátua de Ramsés 2º com mais de 3.000 anos no Egito

No Cairo

04/10/2013 13h17

Uma equipe de arqueólogos, composta por egípcios e alemães, descobriu uma estátua de Ramsés 2º, com mais de 3.000 anos de antiguidade, no templo da deusa Bastet, na província de Sharqiya, no Norte do Egito.

A figura, que data da 19ª dinastia (entre 1.295 a.C. e 1.186 a.C.), mede 1,95 metro de comprimento por 1,60 de largura e é de rocha vermelha, informou o ministro egípcio de Antiguidades, Mohammed Ibrahim, em comunicado.

Na parte atrás, a figura tem inscrições hieroglíficas com o nome de Ramsés 2º, um dos faraós do Império Novo, pertencente a 19ª dinastia, e de vários deuses.

A peça foi achada durante escavações ao leste do Grande Templo, como também é conhecido o santuário de Bastet, representada com a forma de gato e protetora do lar, a 85 quilômetros ao nordeste do Cairo.

O templo se encontra na colina de Bubastis, que, segundo Ibrahim, é uma das jazidas mais antigas do país, já que nele se descobriram artefatos que se remontam à dinastia IV (2630 a.C. e 2500 a.C.).

As autoridades egípcias dizem que estes últimos descobrimentos, junto a outros anteriores na região, dão novas pistas para encontrar ali outro templo da época do Império Novo.

Mais Tilt