Topo

Scott Carpenter, segundo americano a ir ao espaço, morre aos 88 anos

Em Los Angeles

10/10/2013 19h15

Scott Carpenter, que se tornou o segundo astronauta norte-americano a entrar na órbita da Terra em 1962, morreu nesta quinta-feira (10) no Colorado aos 88 anos, disse sua mulher.

A morte de Carpenter deixa agora John Glenn como o único membro vivo do primeiro projeto espacial americano, o Mercury. Ele sofreu um ataque cardíaco e morreu em um hospital de Denver.

"Ele tinha uma perspectiva global de quem viu o planeta inteiro", disse a viúva, citada pelo jornal local Vail Daily.

Carpenter foi escolhido como um dos sete astronautas do Mercury em 1959 e era o piloto reserva de Glenn na preparação para o primeiro voo espacial orbital tripulado dos Estados Unidos, em fevereiro de 1962, de acordo com sua biografia na Nasa (Agência Espacial Norte-Americana).

O retorno de Carpenter à Terra foi tenso, no entanto. Sua cápsula pousou a mais de 450 quilômetros de distância do ponto onde deveria chegar, e por quase uma hora os controladores da Nasa ficaram sem saber se ele tinha sobrevivido, de acordo com o New York Times.

Depois de se aposentar, ele administrou uma empresa científica de exploração de recursos do oceano, tendo trabalhado com o famoso explorador francês Jacques Cousteau, entre outros. Ele também trabalhou como porta-voz de várias corporações e escreveu dois romances.

Mais Tilt