Rede social X pode perder até US$75 mi até final do ano com êxodo de anunciantes, diz jornal

(Reuters) - A empresa de mídia social X, de propriedade de Elon Musk, pode perder até 75 milhões de dólares em receita de publicidade até o final do ano, já que dezenas de grandes marcas pausaram suas campanhas de marketing, publicou o New York Times na noite de sexta-feira.

O fato de Musk ter apoiado uma publicação antissemita na plataforma na semana passada levou várias empresas, incluindo Walt Disney e Warner Bros Discovery, a suspenderem anúncios no site.

A X reagiu e processou o grupo de vigilância da mídia Media Matters, alegando que a organização difamou a plataforma com um relatório que dizia que os anúncios de grandes marcas, incluindo Apple e Oracle, apareceram ao lado de publicações sobre Adolf Hitler e o partido nazista.

Documentos internos vistos pelo The New York Times na semana passada listam mais de 200 unidades de anúncios de empresas como Airbnb, Amazon, Coca-Cola e Microsoft. Muitas dessas empresas suspenderam ou estão considerando suspender anúncios na rede social, segundo o jornal.

A X disse na sexta-feira que 11 milhões de dólares em receita estavam em risco e que o valor exato flutuava à medida que alguns anunciantes retornavam à plataforma e outros aumentavam os investimentos, de acordo com o jornal.

A empresa não comentou o assunto à Reuters.

Anunciantes têm deixando a plataforma desde que Musk a comprou em outubro de 2022 e reduziu a moderação de conteúdo, resultando em um aumento acentuado no discurso de ódio no site, de acordo com grupos de direitos civis.

A receita de anúncios da plataforma nos EUA caiu pelo menos 55% ano a ano a cada mês desde a aquisição de Musk, informou a Reuters anteriormente.

(Por Samrhitha Arunasalam)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes