Desmontagem de novo celular da Huawei mostra avanço de processadores chineses

(Reuters) - A Huawei e a principal fabricante de chips da China, SMIC, criaram um processador avançado de 7 nanômetros para equipar seu mais recente smartphone, de acordo com um relatório de desmontagem da empresa de análise TechInsights.

O Mate 60 Pro da Huawei é equipado com o novo chip Kirin 9000s, fabricado na China pela SMIC, disse a TechInsights no relatório compartilhado com a Reuters nesta segunda-feira.

A Huawei começou a vender o Mate 60 Pro na semana passada. As especificações fornecidas incluem capacidade de fazer chamadas via satélite, mas a empresa não informou a potência do processamento do chipset interno.

o processador é o primeiro a utilizar a tecnologia de 7 nanômetros da SMIC e sugere que o governo chinês está fazendo alguns progressos nas tentativas de construir um ecossistema de chips domésticos, disse a empresa de pesquisa.

A Huawei e a SMIC não responderam imediatamente a pedido de comentário da Reuters.

Os compradores chineses do aparelho têm publicado vídeos de desmontagem e compartilhado testes de velocidade nas mídias sociais que sugerem que o Mate 60 Pro é capaz de executar taxas de download superiores às de telefones 5G de primeira linha.

O lançamento do aparelho levou usuários das redes sociais chinesas e a mídia estatal a um frenesi, com alguns observando que coincidiu com uma visita da secretária de comércio norte-americana, Gina Raimondo.

Desde 2019 os Estados Unidos restringem o acesso da Huawei às ferramentas de fabricação de chips essenciais para a produção dos aparelhos mais avançados, com a empresa podendo lançar apenas lotes limitados de modelos 5G usando chips armazenados.

Dan Hutcheson, analista da TechInsights, disse à Reuters que o desenvolvimento da Huawei é um "tapa na cara" dos Estados Unidos.

Continua após a publicidade

"A Raimondo vem tentando esfriar as coisas, mas esse chip está [dizendo] 'veja o que podemos fazer, não precisamos de vocês'", disse Hutcheson.

(Por Shivani Tanna e Max A)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes