Topo

Por R$ 3,47 bilhões! Dona da Claro anuncia compra da Nextel Brasil

O valor da transação está sujeito a ajustes, mas deve girar em torno de R$ 3,47 bi - Shutterstock
O valor da transação está sujeito a ajustes, mas deve girar em torno de R$ 3,47 bi Imagem: Shutterstock

Luciano Costa e Gabriela Mello

Da Reuters, em São Paulo

18/03/2019 11h13

A mexicana América Móvil, que no Brasil opera sob a marca Claro, informou que celebrou contrato com a NII Holdings e a AI Brazil Holdings para adquirir a totalidade da Nextel Brasil por 905 milhões de dólares (algo como R$ 3,47 bilhões, na conversão direta), em base livre de caixa e dívida, segundo fato relevante divulgado pela Claro nesta segunda-feira.

Como parte do acordo, a NII venderá sua fatia de 70 por cento na Nextel Brasil e a AI Brazil os 30 por cento remanescentes, tornando a América Móvil a única detentora da operação.

"Com essa operação, a Claro, subsidiária brasileira da AMX, consolidará sua posição como uma das principais prestadoras de serviços de telecomunicações no Brasil, fortalecendo sua capacidade de rede móvel, portfólio de espectro, base de assinantes, cobertura e qualidade, particularmente nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro, os principais mercados do Brasil", disse a operadora.

O valor total da transação está sujeito a ajustes, incluindo reembolso em relação aos investimentos em ativos fixos e capital de giro de 1º de março até o fechamento da operação, e também a aprovações regulatórias, informou a NII Holdings em nota à imprensa divulgada separadamente.

Conforme o comunicado, o acordo dá à NII "oportunidade de monetizar os ativos operacionais remanescentes" e leva em conta o cenário competitivo no Brasil. Ainda segundo o documento, a NII receberá 70 por cento dos recursos líquidos finais, após dedução de 2 milhões de dólares, relativos ao retorno de ações preferenciais devidas à AI Brazil.

A América Móvil, por sua vez, depositará 30 milhões de dólares da parcela de recursos líquidos devida à NII em conta garantia com duração de 18 meses, para assegurar as obrigações de indenização previstas no contrato.

O contrato ainda inclui certos direitos de rescisão que podem ser exercidos por cada uma das contrapartes. Em caso de rescisão, a multa a ser paga pela NII à América Móvil será de 25 milhões de dólares.

Mais Telefonia