PUBLICIDADE
Topo

Após casos de stalking, Apple dá dicas para aumentar segurança com AirTags

Airtags, da Apple, são alvo de polêmicas - Reprodução
Airtags, da Apple, são alvo de polêmicas Imagem: Reprodução

Colaboração para Tilt

26/01/2022 15h58

As AirTags da Apple se envolveram recentemente em uma grande polêmica. Nos Estados Unidos, pessoas mal-intencionadas colocaram o dispositivo que ajuda a rastrear objetos, como chaves e mochila, dentro de carros e começaram a fazer perseguições (stalking). Há ainda hackers que conseguem rastrear o dispositivo para praticar crimes virtuais. Com objetivo de garantir mais segurança aos seus usuários, a gigante de tecnologia lançou o novo "Guia do Usuário de Segurança Pessoal".

O documento nada mais é do que um suporte, disponível no site oficial da marca, que organiza informações e ensina aos usuários a lidar com seus dispositivos quando sua segurança pessoal está em risco.

O guia traz diversas orientações sobre o tema, que vão desde o gerenciamento das configurações de compartilhamento, como bloquear tentativas de login desconhecidas até o tópico de destaque sobre como se manter seguro com o AirTag e outros acessórios encontráveis com o app Busca.

Há ainda orientações sobre o que fazer se alguém teve acesso ao meu aparelho ou conta, como evitar requisições fraudulentas de compartilhamento de informação e como documentar atividades suspeitas com uma captura de tela ou vídeo.

A Apple comenta que o lançamento do guia busca "oferecer estratégias e soluções para ajudar (o usuário) a recuperar o controle", caso você esteja preocupado que alguém, sem autorização, tenha acesso ao seu dispositivo ou conta.

A polêmica das Airtags

A modelo Brooks Nader foi uma das pessoas que ficou em situação de risco por conta do uso indevido das AirTags. Em Nova Iorque, o dispositivo foi adicionado, sem sua autorização, aos seus pertences.

Enquanto caminhava sozinha para casa, recebeu uma notificação de que alguém estava rastreando sua localização "há um tempo", disse a modelo no Instagram. Relatos similares também já aconteceram em outras cidades dos Estados Unidos e no Canadá.

O que o guia diz sobre isso?

Na seção sobre a AirTag, a Apple informa que as últimas versões do iOS enviam notificações com alertas caso o celular identifique que uma AirTag desconhecida esteja acompanhando os mesmos trajetos do usuário por um determinado período de tempo, não especificado. Contudo, alguns relatos anteriores apontam que mensagens só foram mostradas após cinco horas de perseguição.

"Para desencorajar monitoramentos indesejados, o aplicativo Buscar envia notificações caso uma AirTag desconhecida ou outro acessório Buscar seja visto se movimentando com você ao longo do tempo, com a mensagem 'Item detectado próximo a você'."

Em página de ajuda em português, a própria Apple sugere que caso a pessoa ache que está sendo perseguida com a ajuda de uma AirTag, ela busque por ajuda policial.