PUBLICIDADE
Topo

7 de setembro: robôs pró-Bolsonaro inflam apoio a manifestações no Twitter

Ato pró-Bolsonaro e a favor do voto impresso em Copacabana, no Rio de Janeiro, no início de agosto - Lola Ferreira/UOL
Ato pró-Bolsonaro e a favor do voto impresso em Copacabana, no Rio de Janeiro, no início de agosto Imagem: Lola Ferreira/UOL

Lucas Carvalho

De Tilt, em São Paulo

07/09/2021 16h09Atualizada em 07/09/2021 19h12

O número de robôs — perfis falsos operados por algoritmos — que apoiam o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante as manifestações do feriado de 7 de Setembro cresceu no Twitter.

Segundo dados do Bot Sentinel, plataforma independente e de código aberto que monitora a ação de perfis inautênticos na rede social, a hashtag "#7DESETPELALIBERDADE" já é a segunda mais utilizada por robôs no Twitter hoje.

Além disso, posts envolvendo os termos "liberdade de expressão" e "liberdades individuais", publicados por perfis que se declaram apoiadores de Bolsonaro, estão entre os 10 mais compartilhados por contas inautênticas nesta terça, de acordo com dados do Bot Sentinel.

"Esperávamos um aumento na atividade inautêntica em apoio ao decreto de Bolsonaro que altera os regulamentos da internet", diz Christopher Bouzy, desenvolvedor criador do Bot Sentinel, a Tilt. "No entanto, a atividade inautêntica que testemunhamos hoje reflete o que vimos antes, durante e depois do ataque ao Capitólio aqui nos Estados Unidos."

Bouzy se refere ao ataque que militantes apoiadores do ex-presidente americano Donald Trump organizaram contra o Congresso dos EUA em janeiro, na tentativa de deslegitimar o resultado das eleições de 2020 que puseram fim ao mandato do republicano. Na ocasião, o Bot Sentinel também detectou uma grande movimentação de bots a favor de Trump.

"A atividade pró-Bolsonaro no Twitter é alimentada principalmente por contas inautênticas", diz Bouzy. Procurado por Tilt, o Twitter afirmou em nota que ferramentas como a do Bot Sentinel não são 100% confiáveis.

"Não foi concedido ao Twitter tempo suficiente para a condução de uma investigação interna em torno da hashtag mencionada na matéria. Por conta disso, a empresa não pode comentar os achados específicos do levantamento por enquanto", diz a empresa.

"É importante lembrar que ferramentas como o Bot Sentinel têm uma abordagem extremamente limitada para definir se uma conta é ou não uma automação que manipula o debate —considerando que sua análise é baseada em informações públicas das contas, que todos geralmente podem ver no Twitter, como o nome do perfil, o volume de Tweets em determinado tempo, a localização mencionada na biografia, as hashtags usadas etc. Essa metodologia é falha e muitas vezes pode resultar em falsos positivos."

É bot ou não é?

Para definir quais perfis são reais e quais são falsos, o Bot Sentinel usa as próprias diretrizes do Twitter, que classifica como "comportamento inautêntico" atitudes como o uso excessivo de hashtags, fotos de perfil tiradas da internet, a publicação repetida de Tweets idênticos, entre outras.

Tilt apurou que muitos dos perfis identificados pelo Bot Sentinel compartilhando hashtags de apoio às manifestações antidemocráticas de hoje são assumidamente bolsonaristas porque usam o sobrenome Bolsonaro, fotos do presidente na capa ou palavras-chave relacionadas na bio, como "conservador" e "patriota".

bots - Reprodução/Tilt - Reprodução/Tilt
Perfis com comportamento suspeito (bots) compartilham hashtags em apoio a Bolsonaro no Twitter
Imagem: Reprodução/Tilt

Em comum, todos esses perfis seguem, majoritariamente, outros militantes bolsonaristas, e são seguidos de volta por eles. As contas classificadas como prováveis bots não falam de outro assunto que não seja política, sempre pelo viés de apoio ao presidente.

Alguns dos perfis identificados pelo Bot Sentinel postam repetidamente as mesmas imagens em respostas a tweets; dão RT nos próprios comentários, até mais de uma vez; e repostam o mesmo conteúdo várias vezes, publicados por contas diferentes.

Bot - Reprodução/Tilt - Reprodução/Tilt
Perfil apontado como bot compartilhou duas vezes o mesmo vídeo
Imagem: Reprodução/Tilt

Tilt tentou entrar em contato com alguns dos perfis classificados como "problemáticos" pelo Bot Sentinel, mas não tivemos resposta até o fechamento desta reportagem.

É importante destacar que não há como garantir sem sombra de dúvida que esses perfis são realmente forjados e não pessoas de verdade que se comportam como bots.

Crescimento na véspera

Um levantamento realizado pelo Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio (ITS Rio) também mostrou um aumento no número de bots pró-Bolsonaro no Twitter antes dos atos desta terça. Segundo a organização, robôs são responsáveis por 1 a cada 4 publicações convocando bolsonaristas às manifestações de hoje.

Os dados foram levantados pelo Pegabot, projeto da instituição que verifica a probabilidade de um perfil ser falso no Twitter, usando uma metodologia semelhante à do Bot Sentinel. Segundo o levantamento, o número de bots fizeram posts sobre o 7 de setembro cresceu 14% até a véspera da data.

"A existência de contas automatizadas não significa que não exista um movimento orgânico de apoio a essa hashtag", explicou Thayane Guimarães, pesquisadora de Democracia e Tecnologia do ITS Rio, à Folha de S.Paulo. "Mas as contas automatizadas, pelo movimento coordenado de postar repetidamente milhares de mensagens, fazem com que a rede seja mergulhada nesse tema, incentivando o movimento orgânico."