PUBLICIDADE
Topo

iPhone 14 deve ganhar versão mais barata e leitor de digitais na tela

Imagem ilustrativa do iPhone 12, lançado em 2020 - Onur Binay/ Unsplash
Imagem ilustrativa do iPhone 12, lançado em 2020 Imagem: Onur Binay/ Unsplash

Bruna Souza Cruz

De Tilt*, em São Paulo

26/06/2021 11h42

O iPhone 13 nem ganhou vida (a previsão é que seja lançado em setembro de 2021), mas os rumores sobre as futuras gerações do celular da Apple estão se antecipando. Nesta semana, circularam informações de que a empresa planeja lançar um iPhone com leitor biométrico na tela em 2022 e um modelo mais barato (pelo menos nos EUA).

A expectativa era de que o iPhone 13 já fosse lançado com a tecnologia de leitor de digital sob a tela, mas talvez isso seja adiado. As informações são do site "Mac Rumors".

De acordo com o analista de mercado especializado em Apple Ming-Chi Kuo, que costuma antecipar novidades (e acertar algumas), a Apple planeja lançar quatro modelos em 2022, com tamanhos entre 6,1 polegadas e 6,7 polegadas. Ou seja, nada de iPhone 14 mini, pela aposta dele.

Além do sensor biométrico, Kuo prevê que a câmera grande-angular dos aparelhos passará a trabalhar com 48 MP. Hoje, é 12 MP.

Existiria a opção de comprar um modelo com a tela maior pagando menos do que o preço atual. Ele teria menos recursos e custaria US$ 900 — contra US$ 1.099 (iPhone 12 Pro Max). Ficaria assim:

  • iPhone 14 (6,1 polegadas)
  • iPhone 14 Max (6,7 polegadas)
  • iPhone 14 Pro (6,1 polegadas)
  • iPhone 14 Pro Max (6,7 polegadas)

O analista acrescentou que um iPhone SE com 5G pode ser lançado no primeiro semestre do ano que vem.

Apostas para o iPhone deste ano

O iPhone 13 (nome não confirmado ainda, mas vamos adotá-lo no texto) deve ser lançado em setembro ou outubro (se repetir o que ocorreu em 2020). As expectativas são de: baterias melhores e tela com taxa de atualização de 120 hz — que muitos concorrentes já adotaram em celulares top de linha e intermediários.

Basicamente, quanto maior essa taxa de atualização, mais fluída é a transição de imagens na tela do celular.

De acordo com o rumor mais recente, o iPhone 13 Pro Max será equipado com uma bateria de 4.352 mAh (a atual do iPhone 12 Pro Max tem 3.687 mAh).

Já o iPhone 13 e o iPhone 13 Pro podem contar com 3.095 mAh (cerca de 10% mais que os 2.815 mAh da atual linha).Se existir um iPhone 13 mini, ele pode vir com 2.406 mAh (a versão 12 mini atual trabalha com 2.227 mAh).

O rumor foi divulgado pelo reconhecido "vazador" chinês Digital chat station, no Weibo — uma das principais redes sociais da China. As informações também foram compartilhadas por outro famoso "leaker", o l0vetodream, no Twitter.

Também de acordo com vazamentos de supostos croquis, os smartphones que a Apple lançará em 2021 devem ser um pouco mais largos, para acomodar os componentes.

O aumento da bateria, entre outros fatores, parece ter sido motivado pela nova tela com tecnologia LTPO e ProMotion — que já estaria sendo produzida pela Samsung —, com taxa atualização de 120 Hz, que exige bem mais energia (em comparação com os atuais 60 Hz), e faria a bateria drenar mais rapidamente.

O design dos aparelhos será familiar, com os mesmos tamanhos e estilo da linha 12. A carcaça deve seguir a mudança que aconteceu em 2020 — com o retorno às laterais retas, resgatadas do iPhone 5.

*Com matéria de Marcella Duarte