PUBLICIDADE
Topo

Galaxy A: nova linha de celulares da Samsung vem com 5G e recursos de top

Galaxy A52 5G e Galaxy A72 - Divulgação/Samsung
Galaxy A52 5G e Galaxy A72 Imagem: Divulgação/Samsung

Lucas Carvalho

De Tilt, em São Paulo

17/03/2021 11h00Atualizada em 17/03/2021 13h09

Sem tempo, irmão

  • Galaxy A52, A52 5G e A72 têm telas Oled e resistência a poeira e água
  • Sucessor do Galaxy A51, Android mais vendido do mundo em 2020, o A52 também tem uma versão 5G
  • Ainda não há preços ou data de lançamento para o Brasil

A Samsung anunciou nesta quarta-feira (17) uma atualização na sua linha de celulares intermediários Galaxy A, campeã de vendas dentro da empresa. São três novos aparelhos: o Galaxy A52, o Galaxy A52 5G e o Galaxy A72.

A novidade é que eles agora vêm com recursos que antes eram destaque nos modelos mais caros, como tela Oled de alta taxa de atualização, conexão 5G e proteção contra água e poeira.

Os aparelhos ainda não têm data para venda nem preço oficial no mercado brasileiro. Já na Europa, onde estão disponíveis a partir desta quarta, eles custam:

  • Galaxy A52 - 349 euros (cerca de R$ 2.345)
  • Galaxy A52 5G - 429 euros (cerca de R$ 2.884)
  • Galaxy A72 - 449 euros (cerca de R$ 3.018)

O Galaxy A52 é o carro-chefe da nova linha, sucedendo o Galaxy A51 de 2020, que foi o celular Android mais vendido do mundo no ano passado, segundo dados da agência de pesquisa Strategy Analytics. O novo modelo chega em duas versões: uma com e outra sem suporte ao 5G, a nova geração de internet móvel que ainda engatinha no Brasil.

Já o Galaxy A72 se diferencia pela tela e bateria maiores, além de uma lente extra na câmera traseira.

Tela "orgânica"

Os três novos celulares usam painéis Oled (que a Samsung chama de Super Amoled, para se diferenciar da concorrência), uma tecnologia que garante brilhos mais intensos, cores mais vibrantes e contrastes mais profundos.

Telas de Oled são formadas por diodos orgânicos emissores de luz (organic light-emitting diode, em inglês). Esses diodos são capazes de emitir luz por conta própria, o que dispensa a necessidade de uma placa de luz para acender os pixels, como ocorre com o LCD, mais tradicional nessa categoria de smartphones.

Essa é a tecnologia usada nas telas premiadas da linha Galaxy S e também nos iPhones, da Apple, e já foi usada em alguns modelos mais caros da linha A em 2020. Tanto o Galaxy A52 quanto o A52 5G têm painéis de 6,5 polegadas (16,5 centímetros de uma ponta à outra na diagonal), enquanto o A72 tem 6,7 polegadas (17 centímetros).

Além disso, os três aparelhos possuem maiores taxas de atualização no visor. O A52 e o A72 têm telas de 90 Hz, enquanto o A52 5G chega a 120 Hz. Isto significa que os celulares mostram mais quadros por segundo, deixando animações —como a rolagem de um feed de rede social, ou jogos, por exemplo— mais suaves ao olhar.

Câmeras "de top"

Outro ponto que recebeu atenção da Samsung foi a câmera. Os novos celulares da linha A trabalham com quatro sensores na parte traseira, além de uma câmera de selfie que fica em um furinho centralizado no topo da tela.

A câmera principal é de 64 MP e usa uma tecnologia que a Samsung chama de "tetrabinning": em cada foto, quatro pixels são combinados em um só para dar mais resolução às imagens, mas sem torná-las grandes demais. Mais um recurso que vem da linha Galaxy S, mas também visto na concorrência —na Motorola, por exemplo, chama-se Quad Pixel.

Além dessa câmera, os smartphones têm uma ultra grande-angular, que captura mais conteúdo numa foto só, de 12 MP; e uma lente macro, que permite fotografar objetos bem de perto sem perder foco (pelo menos em teoria).

As duas versões do A52 (sem e com 5G) ainda vêm com um sensor de profundidade de 5 MP, que serve para ajudar a borrar o fundo em imagens com o recurso de "foco dinâmico" ligado. No A72, esse sensor é substituído por uma lente teleobjetiva de 8 MP, que permite zoom ótico de até 3 vezes.

Os três ainda vêm com estabilização ótica de imagem —um pequeno sensor que estabiliza a lente e tenta impedir que as fotos saiam tremidas, mesmo que o celular se mexa. E a Samsung ainda fez uma parceria com o Snapchat para colocar filtros de fotos e vídeos da rede social diretamente no app de câmera da linha Galaxy A.

Desempenho ainda intermediário

No quesito desempenho, a Samsung economizou e manteve distância da linha Galaxy S.

A dupla Galaxy A52 e A72 usa o mesmo processador, um modelo intermediário da Qualcomm chamado Snapdragon 720 G, enquanto o A52 5G usa um chip preparado para a quinta geração de internet móvel, o Snapdragon 750 G.

Segundo Renato Citrini, gerente sênior de produto da divisão de aparelhos móveis da Samsung Brasil, o A52 5G tem suporte ao 5G DSS —versão preliminar da nova internet que já está disponível em algumas capitais brasileiras— e também ao 5G "de verdade", cujo leilão deve acontecer ainda este ano.

A nova linha Galaxy A ainda vem com 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento, com suporte a cartões de memória do tipo micro SD de até 1 TB. As duas versões do A52 usam uma bateria de 4.500 mAh, enquanto o A72 aposta em uma de 5.000 mAh. A Samsung diz que esse volume de energia é suficiente para dois dias de uso "normal".

Para completar, os lançamentos chegam com certificação IP67, que promete resistência contra poeira e mergulhos em água doce de até um metro de profundidade, por 30 minutos.

Galaxy A52: Ficha técnica

  • Tela: 6,5 polegadas, Full HD+, Super Amoled, 90 Hz;
  • Processador: Snapdragon 720 G, octa-core, 2,3 GHz;
  • Câmeras: principal quádrupla (64 MP + ultra-wide de 12 MP + profundidade de 5 MP + macro de 5 MP); frontal simples de 32 MP
  • Bateria: 4.500 mAh;
  • Autenticação: impressão digital na tela;
  • Memória: 6 GB de RAM;
  • Armazenamento: 128 GB com suporte a micro SD de até 1 TB;
  • Cores: preto, violeta, branco e azul (fosco)

Galaxy A52 5G: Ficha técnica

  • Tela: 6,5 polegadas, Full HD+, Super Amoled, 120 Hz;
  • Processador: Snapdragon 750 G, octa-core, 2,2 GHz;
  • Câmeras: principal quádrupla (64 MP + ultra-wide de 12 MP + profundidade de 5 MP + macro de 5 MP); frontal simples de 32 MP
  • Bateria: 4.500 mAh;
  • Autenticação: impressão digital na tela;
  • Memória: 6 GB de RAM;
  • Armazenamento: 128 GB com suporte a micro SD de até 1 TB;
  • Cores: preto e violeta (fosco)

Galaxy A72: Ficha técnica

  • Tela: 6,7 polegadas, Full HD+, Super Amoled, 90 Hz;
  • Processador: Snapdragon 720 G, octa-core, 2,3 GHz;
  • Câmeras: principal quádrupla (64 MP + ultra-wide de 12 MP + teleobjetiva de 8 MP + macro de 5 MP); frontal simples de 32 MP
  • Bateria: 5.000 mAh;
  • Autenticação: impressão digital na tela;
  • Memória: 6 GB de RAM;
  • Armazenamento: 128 GB com suporte a micro SD de até 1 TB;
  • Cores: preto, violeta, branco e azul (fosco)
Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que dizia uma versão anterior deste texto, no segundo parágrafo, a tecnologia de tela Oled não era exclusividade dos smartphones da linha Galaxy S e já apareceu em outros modelos da linha Galaxy A lançados em 2020. O erro foi corrigido.