PUBLICIDADE
Topo

TikTok põe aviso de vídeos fotossensíveis para alertar quem tem epilepsia

Victoria Song/Gizmodo
Imagem: Victoria Song/Gizmodo

Nicole D'Almeida

Colaboração para Tilt

24/11/2020 17h40

O TikTok apresentou, esta semana, uma ferramenta para proteger os usuários de conteúdos fotossensíveis. O novo recurso permitirá que as pessoas com epilepsia pulem vídeos que podem desencadear uma crise.

O recurso mostrará uma notificação quando o usuário encontrar um vídeo fotossensível e oferecer duas opções: "Assistir vídeo" e "Pular todos". Esta última opção será apresentada a todos os usuários nas próximas semanas e removerá todos os vídeos com possíveis gatilhos do tipo.

Há alguns meses o TikTok já havia lançado um recurso que alerta automaticamente os criadores se o vídeo produzido por eles contém efeitos que podem causar a epilepsia fotossensível.

"As mudanças iniciais de acessibilidade que estamos fazendo em nossa plataforma são projetadas para tornar o TikTok mais amigável para todos, especialmente para aqueles que vivem com epilepsia", conta Joshua Goodman, diretor de produto, confiança e segurança da plataforma, em comunicado.

Mas, afinal, o que são vídeos fotossensíveis?

São conteúdos com sequências de imagens e luzes piscantes. Isso pode causar diversos sintomas, desde um simples desconforto até uma convulsão.

A epilepsia é uma doença grave que afeta cerca de 65 milhões de pessoas em todo o mundo. Quando expostos a padrões contrastantes de luz e sombra, a pessoa com o diagnóstico da doença pode sofrer com alterações da consciência, hipersalivação, liberação de esfíncteres urinários e fecais, alteração da visão e do olfato, entre outros sintomas.

No caso de pessoas que não têm epilepsia, há possibilidade de uma sensação de mal-estar nessas condições. É importante lembrar que crises de epilepsia podem ter inúmeras causas, como imagens que se movem rapidamente, padrões de luzes em exibições 3D, além daquelas luzes estroboscópicas de festas. Portanto, caso sinta um desconforto em qualquer situação, procure um médico.