PUBLICIDADE
Topo

Projeto Inumeráveis cria memorial virtual para lembrar mortos pela covid-19

23.abr.2020 - Profissionais de saúde que usam máscaras protetoras seguram flores na frente de cruzes em homenagem à colega de trabalho Maria dos Santos, uma enfermeira que morreu da doença por coronavírus, em meio ao surto de COVID-19, fora do Hospital Dr. Jose Soares Hungria, em São Paulo - AMANDA PEROBELLI/REUTERS
23.abr.2020 - Profissionais de saúde que usam máscaras protetoras seguram flores na frente de cruzes em homenagem à colega de trabalho Maria dos Santos, uma enfermeira que morreu da doença por coronavírus, em meio ao surto de COVID-19, fora do Hospital Dr. Jose Soares Hungria, em São Paulo Imagem: AMANDA PEROBELLI/REUTERS

Do UOL, em São Paulo

04/05/2020 15h00

Em meio a 7 mil mortes contadas oficialmente, segundo os dados de ontem do Ministério da Saúde, e uma grande subnotificação do real total de vidas perdidas, uma iniciativa virtual abriu um memorial online para vítimas do coronavírus. O projeto Inumeráveis permite que cada morte pela covid-19 seja valorizada com uma homenagem e uma lembrança: "não é um número".

A iniciativa nasceu há duas semanas e acontece de forma voluntária. A web-instalação será permanente, até 2021, e foi criada pelo artista Edson Pavoni.

Qualquer pessoa pode mandar seu material para o projeto, relatando histórias de pessoas que conheciam e morreram durante a pandemia, como forma de registrar sua lembrança e reiterar que aquela pessoa não virou mera estatística.

Jornalistas e voluntários reúnem estas histórias de pessoas que morreram da doença - sejam casos confirmados, sejam suspeitos - e a expõe neste memorial, com uma frase, nome e idade da vítima no Instagram e um obituário mais completo no site do projeto.

Os envios podem ser pelo Instagram ou pelo preenchimento de um formulário no site oficial do Inumeráveis. O projeto também aceita voluntários para realizar as ações, pelo email inumeraveis@gmail.com.

Veja alguns dos posts:

O Brasil tem, até os dados de ontem, 101.147 casos confirmados e 7.025 mortes na pandemia. Em reportagem especial, o UOL falou sobre notificação e as mortes que não podem ficar só na estatística.