Topo

#ficadica


A bateria do celular está acabando rápido? Ligar o modo escuro pode ajudar

Estúdio Rebimboca/UOL
Imagem: Estúdio Rebimboca/UOL

Rodrigo Trindade

De Tilt, em São Paulo

16/11/2019 13h28

Aos poucos, aplicativos e até sistemas operacionais de celulares têm introduzido o modo escuro, um novo design para a apresentação de seus conteúdos na tela do dispositivo. Esta foi, talvez, a maior novidade do iOS 13, lançado pela Apple em setembro. O Google já estava nessa com o Android 9 Pie e aprimorou a função no Android 10, disponível em poucos celulares.

O benefício imediato da ativação desse recurso é poupar seus olhos de luminosidade, especialmente se o seu celular tem uma tela Oled, pois essa tecnologia de display não tem o chamado "backlight", a iluminação constante de todo painel. Com um preto realmente preto, a imagem não fica só com uma qualidade melhor, mas é mais confortável para o olhar.

Mais que isso, smartphones com tela Oled e modo escuro têm outra vantagem: otimizar sua bateria. Por utilizar diodos orgânicos emissores de luz (palavrinhas que compõem, em inglês, a sigla Oled), esse tipo de display aciona cada luzinha individualmente. Com o modo escuro acionado, isso resulta em economia de energia.

Faz diferença mesmo?

O tamanho disso foi medido no iPhone XS Max pelo canal PhoneBuff, especialista em testes técnicos de celulares. Dois smartphones idênticos com a iluminação no mesmo nível - 200 nits - foram usados simultaneamente.

Um robô foi programado para que os aplicativos testados fossem os mesmos - e durante o mesmo tempo - nos dois aparelhos. O teste começou pelo iMessage, app de mensagens do iPhone, no qual os celulares ficaram trocando mensagens durante duas horas. O dispositivo com o modo escuro ligado foi de 100% a 88% de bateria, enquanto o que estava no modo normal caiu para 83%.

O experimento seguinte foi para o Twitter, que ficou aberto por duas horas com o robô descendo continuamente uma linha do tempo. De 88%, o iPhone no modo escuro foi para 72%, enquanto seu par foi de 83% para 57%. A tendência se repetiu no YouTube, também aberto por duas horas (sem vídeo na tela inteira): queda para 43% no celular com modo escuro e para 20%.

O Google Maps foi o aplicativo seguinte e o último para o iPhone sem o modo escuro ligado. Depois de 7h33 de uso contínuo, com a tela em 200 nits, a bateria dele acabou. O outro aparelho ainda tinha 30% de bateria neste momento. Ele conseguiu terminar o teste do Google Maps com 26% de bateria sobrando.

Calma lá

O teste mostrou que há uma economia palpável em celulares com telas Oled, porém o impacto disso é mais sentido a partir de alguns pré-requisitos. Em primeiro lugar, nem todos os aplicativos possuem um modo escuro.

O caso mais notável é o do WhatsApp, que trabalha na implementação deste recurso, mas ainda não o disponibilizou. O Facebook é outro que não conta com a função, embora também esteja trabalhando na implementação dela.

Outros aplicativos populares como YouTube, Instagram, Facebook Messenger, Twitter e Google Maps contam com o recurso.

A economia também é mais perceptível conforme a intensidade da luz da tela aumenta. A bateria acaba gasta mais rápida no modo escuro e no normal, mas a velocidade do consumo é menor quando o branco é trocado pelo preto no display.

Como ligar

Comecemos pelo iPhone, que é padronizado. Em primeiro lugar, é preciso baixar o iOS 13, disponível a partir de iPhone 6S e iPhone SE. É só abrir Ajustes, seguir para Tela e Brilho e, em Aparência, escolher Escura.

No Android, varia bastante de celular para celular, inclusive os que possuem o recurso. O caminho, no entanto, é parecido em todos os casos. O padrão é abrir Configurações e, na sequência, clicar em Tela. Neste menu que as variações costumam surgir. Em geral, você deve clicar em Avançado e selecionar a opção Tema do dispositivo, para dali escolher o modo escuro.

No GIF a seguir, demonstramos como acioná-lo no ROG Phone II, da Asus.

Se seu celular é Samsung, o jeito é abrir as Configurações e clicar na opção Visor. Uma vez nele, você pode ligar ou desligar o Modo Noturno, que também pode ser acionado direto da central de controle do aparelho.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

#ficadica