Topo

Música nos Stories do Instagram e Facebook chegou com alvo: bater o TikTok

Recurso chegou nesta semana ao Instagram e Facebook no Brasil - Divulgação
Recurso chegou nesta semana ao Instagram e Facebook no Brasil Imagem: Divulgação

Rodrigo Trindade

Do UOL, em São Paulo

28/06/2019 10h29

Resumo da notícia

  • Novidade permite que você coloque suas músicas favoritas em Stories, com direito a letra
  • Recurso pode atrair criadores que se popularizaram na rede social TikTok
  • Novidade é mais uma mostra da relação entre música e identidade nas redes sociais

Reparou que alguns dos seus amigos estão postando Stories com músicas e até brincando de karaokê no Instagram e Facebook? Pois é, ambas as redes sociais trouxeram para o Brasil, nesta semana, duas novidades que têm tudo manter ou atrair a atenção de um público mais jovem.

Colocar uma trilha sonora nos vídeos e fotos nem é novidade recente, pois isso já estava disponível há um bom tempo em países como os Estados Unidos. Este recurso, somado à possibilidade recém-lançada (inclusive lá fora) de adicionar letras aos Stories, aumenta a gama de ferramentas que criadores de conteúdo e pessoas comuns têm em mãos para se divertir no formato, que tem recebido muita atenção do Facebook.

A rede social e suas outras duas plataformas, Instagram e WhatsApp, receberam, entre agosto de 2016 e março de 2017, a função de fotos e vídeos efêmeros inventada e popularizada pelo Snapchat. Desde então, tanto Instagram quanto o WhatsApp superaram o rival em usuários, mas um novo desafiante surgiu neste meio tempo, atraindo bastante atenção dos jovens: o TikTok.

A proposta dele é um misto de Snapchat com o finado Vine (descanse em paz): vídeos rápidos, na vertical, que não desaparecem em 24 horas e com uma grande quantidade de recursos para edições divertidas. Propriedade da chinesa Bytedance, o TikTok é uma máquina de memes e vídeos em formatos bem únicos, mas se popularizou como uma plataforma em que as pessoas criam seus próprios clipes musicais.

O diferencial aqui é que o próprio app disponibiliza aos usuários um vasto acervo de músicas pop de sucesso, graças a contratos de cessão de direito autoral com gravadoras.

O Facebook até tem o Lasso, sua "cópia oficial" do TikTok, mas o app não decolou e sequer está disponível por aqui. Daí a relevância do novo recurso de música para os Stories de Instagram e Facebook, que começou a ser disponibilizado na terça-feira (25). Como já é embutido nos aplicativos mais usados, não um produto à parte, e inserido no modelo que tem dado mais certo nas redes sociais, há uma chance deste recurso frear a ascensão do rival.

Um hábito antigo

Compartilhar o gosto musical é um daqueles hábitos intrínsecos às redes sociais. Quem usou os saudosos e MSN e Orkut muito provavelmente colocou trechos de músicas favoritas no subnick ou na descrição de perfil. A diferença, agora, é que você pode postar a sua redublagem da sua música favorita do momento com o Lip Sync Live do Facebook, ou dançar uma coreografia, ou fazer montagens temáticas com filtros vintage nos Stories do Instagram.

A vantagem das plataformas modernas é que, em vez de só ler uma frase bonita, você pode pegar e ouvir a música inteira naquele momento, o que faz desse recurso uma boa forma de conhecer novas bandas. Isso também é positivo para os criadores das músicas, já que perfis oficiais são destacados nas postagens e permitem que os usuários descubram mais informações sobre os artistas.

Uma olhada rápida nos rankings de apps mais baixados mostra a vantagem competitiva de Instagram e Facebook. Tanto na App Store, quando no Google Play, o TikTok aparece longe do topo da popularidade: 186ª e 125ª posições, respectivamente, nesta quinta-feira (27). O Instagram é o quarto em ambas as lojas, enquanto o Facebook figura no top 10.

O TikTok segue sendo mais completo para a criação de conteúdo e, ironicamente, o perfil dele no Instagram dá uma ideia de toda a criatividade que flui por lá. O app chinês tem recursos de edição mais avançados que os da "turma do Facebook", como por exemplo a possibilidade de pausar a gravação em vídeo (e a música de fundo pausa junto!), o que leva a criação, de forma simples, de várias tomadas no mesmo vídeo, como nos exemplos abaixo.

Mas a nova opção de botar uma trilha sonora no Instagram Stories, ou brincar de karaokê, é capaz de motivar o usuário mais casual --que estava no TikTok mais pela curiosidade mas não se arriscava muito nas postagens-- a continuar a criar seus clipes musicais no app de Mark Zuckerberg, onde já segue e é seguido por todos os seus amigos.

Facebook e Instagram não devem parar por aí, se os filtros normais dos Stories são referência. Novos recursos certamente serão adicionados ao modo musical, dando mais flexibilidade a quem quer criar ou se divertir. De quebra, as empresas também ganham mais informações pessoais (se é que não tinham) sobre você: seu gosto musical.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redes sociais