PUBLICIDADE
Topo

Tchau, SMS! Operadoras e Google lançarão nova forma de mensagens no Brasil

Patricia Stavis/Folha Imagem
Imagem: Patricia Stavis/Folha Imagem

Guilherme Tagiaroli

Colaboração para o UOL

11/12/2017 08h46

As mensagens SMS (Serviço de Mensagens Curtas) estão disponíveis há pelo menos 25 anos. Após todo este tempo, as operadoras e o Google pensam em atualizar a plataforma com um novo tipo de mensagem chamado RCS (Serviços de Comunicações Ricas), que deve chegar nos próximos meses em operadoras brasileiras.

Segundo o anúncio feito pelo Google na última semana, a operadora brasileira Oi e o grupo Telefónica (que detém a operadora Vivo no Brasil) vão começar a implementar a solução na América Latina.

VEJA TAMBÉM:

O que muda?

Assim que for habilitado pelas operadoras, o RCS vai poder ser enviado ou recebido pelo aplicativo Mensagens, do Google (disponível em vários Androids de forma nativa), e, na prática, ele vai ser uma espécie de WhatsApp.

Mensagens SMS só permitem o envio de textos sem formatação, no RCS será possível criar conversas em grupos, enviar fotos em alta definição, ler confirmação de recebimento ou até ter uma experiência completa de check-in de voo, com uma mensagem que contenha o cartão de embarque e um mapa para o terminal.

RCS_LatAm

No fundo, as mensagens enviadas via RCS vão funcionar como já ocorre, por exemplo, com o iMessage, da Apple. Por meio da plataforma, pessoas com dispositivos iOS podem enviar mensagens com conteúdos interativos, como emojis, animações, etc. A diferença é que o RCS estará disponível para Android.

11.dez.2017 - Operadoras e Google lançarão nova forma de mensagens no Brasil que substituirá o SMS - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Aliás, a parceria das operadoras com o Google parece um ataque direto ao WhatsApp, que é muito usado em toda a América Latina. Ao implementar o RCS, as empresas, aparentemente, querem tentar que as pessoas usem menos a plataforma de mensagens adquirida pelo Facebook.

Ainda não há detalhes sobre o custo do envio dessas mensagens RCS. Pode ser que tenha o valor de um SMS ou que não seja cobrado — tudo que o usuário precisa é ter um plano de dados. Além disso, não há confirmação para a estreia do serviço. Tudo que sabemos é que será implementado nos próximos meses.