PUBLICIDADE
Topo

Paleontologistas argentinos encontram 160 ovos fósseis de aves pré-históricas

22/07/2021 15h28

Neuquén, Argentina, 22 Jul 2021 (AFP) - Paleontologistas argentinos informaram a descoberta de mais de 160 ovos fósseis de aves pré-históricas dentro de um prédio universitário na província de Neuquén, 1.100 km ao sul de Buenos Aires.

A descoberta ocorreu em meio às obras de reforma da Universidade de Comahue, construída sobre um local da era mesozóica.

"Encontramos toda uma praia com ovos de aves fósseis, aves que são caracterizadas por ovos de mais ou menos 5 a 7 centímetros. Estamos falando de 85 milhões de anos", disse à AFP a paleontologista Doménica Santos.

Uma equipe de cientistas da universidade trabalha há semanas paralelamente aos trabalhos de reconstrução para supervisionar a remoção do terreno em proteção do patrimônio.

"Sabíamos que haveria descobertas de ovos e quando as obras começaram, nós fomos monitorar e encontramos mais de 160 ovos", explicou.

A descoberta ocorreu a cerca de 30 metros de distância do Museu de Ciências Naturais da Universidade.

"É todo um campo de ninhos de ovos de aves fósseis aqui no quintal de casa, estamos na Universidade Nacional de Comahue", explicou a cientista.

A equipe é formada por cientistas e estudantes de Palentologia e Geologia da universidade de Comahue.

"Estamos muito emocionados, porque não se encontra campus com tanto material fóssil na Argentina. Estamos em uma situação privilegiada porque o Museu também se encontra dentro do campus e é duplamente fascinante poder coletar os fósseis e levá-los ao museu dentro da universidade", disse Darío Julián López, estudante de Geologia.

Segundo o paleontologista do museu Juan Porfiri, com base em estudos anteriores "é possível dizer que (os ovos) são de um grupo de aves chamadas Enantiornites, que eram muito comuns no Cretáceo".

str-sa/nn/lda/aa