PUBLICIDADE

iPhone 11

Galaxy S10e

Topo

iPhone 11 x Galaxy S10e: quem vence essa batalha entre tops de linha?

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Welington Arruda

Colaboração para Tilt

15/01/2020 04h00

É comum a gente se frustrar com os altos preços dos iPhones e Galaxy S, smartphones top de linha da Samsung e da Apple, mas calma: eles têm versões "baratinhas" (isto é, menos caras) nestas mesmas linhas. Galaxy S10e e iPhone 11 são muito recomendados para quem quer uma experiência rica com um celular, mas sem desembolsar um valor tão alto.

Claro que existem outras linhas de smartphones mais acessíveis, mas estes" top de linha de entrada", digamos assim, se sobressaem por trazer características que normalmente só são vistas nos aparelhos mais caros, e isso os difere de quase todos os modelos intermediários, por um preço no meio do caminho entre estes e os premium.

Agora, qual dos dois vale mais a pena investir? Quais são seus pontos fortes e fracos? Isso é o que Tilt responde neste comparativo.


Divulgação
TILT
4,3 /5
Veja o review

iPhone 11

Preço de lançamento

R$ 4.999 R$ 3.990 (preço atualizado)
Reprodução
TILT
4,3 /5
Veja o review

Galaxy S10e

Preço de lançamento

R$ 4.299 R$ 2.111 (preço atualizado)
ENTENDA AS NOTAS DA REDAÇÃO

4,0

4,0

5,0

4,0

5,0

4,0

5,0

4,0

4,0

4,0

5,0

5,0

5,0

5,0

4,0

5,0

3,0

4,0

4,0

4,0

4,0

4,0

3,0

4,0

Pontos Positivos

  • Preço de lançamento menor que o dos "irmãos"
  • Agora tem câmera principal dupla
  • Novo modo noturno
  • Nova interface para fotos e vídeos
  • Boas câmeras
  • Bom desempenho
  • Tecnologia de carregamento por indução

Pontos Negativos

  • Bateria demora para recarregar
  • Esquenta bastante
  • Bateria fica apenas na média
  • Não tem sensor de digital na tela

Veredito

É um ótimo celular, faz fotos muito boas e com um processamento que não decepciona. O preço de lançamento menor chama a atenção e faz o custo-benefício ficar mais interessante, ainda que o valor ainda seja alto.

No perfil "top de linha mais acessível", o Galaxy S10e é a prova de que as empresas estão buscando estratégias para agradar seus usuários. O desempenho é excelente, ele tira ótimas fotos e possui recursos bem inovadores.

Os dois celulares trazem ótimo acabamento, além de serem bem bonitos. No S10e, o leitor de digitais fica na lateral, e no iPhone 11 a segurança está no leitor facial Face ID. Os dois aparelhos têm poucas bordas frontais, mas o iPhone mantém o tradicional (e ultrapassado) entalhe.

O S10e aposta na tela que ocupa quase toda a parte da frente. Já o novo da Apple só se diferencia do XR, modelo de 2018 similar ao iPhone 11, por causa do conjunto traseiro de câmeras.

A boa notícia é que ambos trazem proteção contra água e poeira, e o iPhone 11 tem seis cores disponíveis, contra quatro do S10e.

Veredito: enquanto a Apple fez pouquíssimas mudanças visuais no seu novo celular, a Samsung aposta em aspectos mais inovadores. O S10e também é menor e mais fácil de ser usado com apenas uma das mãos, além de trazer o conector de 3,5 mm para fones de ouvido.

O S10e é uma opção mais confortável para que curte assistir vídeos, séries, filmes, etc. A tecnologia usada na sua tela garante cores mais vibrantes, profundas e com um entalhe menor e menos incômodo. Afinal, a câmera frontal está localizada em um pequeno buraco no canto superior da tela, uma solução mais discreta que o entalhe do iPhone.

A tela do iPhone também tem menor densidade de pixels, embora também garanta boa qualidade de reprodução e seja muito fluida no toque.

Veredito: a Samsung trouxe uma tela mais brilhante e com tecnologia superior no S10e, além de contar com suporte para reprodução de conteúdo em HDR10+. O iPhone não faz feio, mas fica para trás neste ponto.

É interessante saber que Galaxy S10e e iPhone 11 têm autonomia parecida, com média de um dia inteiro de uso com tranquilidade. Mais que isso, somente se a energia for poupada e o uso seja bastante moderado.

A vantagem na autonomia do S10e se dá por uma série de motivos, como a tela Amoled que pode apagar pixels em áreas escuras para otimizar o uso de energia.

Tempo de reprodução de vídeo:

  • Galaxy S10e: 10h32
  • iPhone 11: 6h27

Tempo de carregamento:

  • Galaxy S10e: 1h35
  • iPhone 11: 2h43

Como foram os testes:

  • Teste de vídeo: usamos um vídeo de 45s com resolução HD (1280 x 720 pixels) e deixamos rodando em looping dentro do Google Fotos (conexão wi-fi).
  • Teste recarga: usamos os carregadores originais de cada aparelho para recarregar a bateria dos respectivos modelos.

Veredito: os dois celulares têm tamanho de bateria parecido, mas o Galaxy S10e tem carregamento muito mais rápido e sua autonomia para vídeos é bem maior. A duração em uso real, por outro lado, foi muito semelhante entre os dois, mas a Samsung parece ter feito melhor a lição de casa.

Câmeras principais

O iPhone 11 traz um conjunto de duas câmeras: uma principal e outra ângulo aberto (ultrawide). Suas fotos e vídeos têm ótima qualidade e as cores tendem a ser mais próximas do que nossos olhos veem. O sistema de câmeras da Apple é mais estável, ou seja, você consegue fotografar cenas em movimento com mais facilidade. O processamento da foto também é melhor.

No Galaxy S10e, o conjunto tem câmeras com os mesmos aspectos do iPhone 11. Ele também faz ótimas fotografias e pode reconhecer cenários para ajustar os parâmetros. Mas suas fotos têm mais de saturação do que as do celular da Apple.

Veredito: ambos ainda trazem modos para fotografias noturnas, que no iPhone resulta em imagens com mais detalhes e mais estabilizadas. Em outros cenários, e também com o modo retrato, ambos registram ótimos cliques e praticamente empatam.

Câmera frontal

Selfie com iluminação artificial

Tanto no iPhone 11 quanto no Galaxy S10e, as fotos com a câmera frontal têm alta qualidade e definição (em cenários com iluminação suficiente). A principal diferença fica no tratamento das fotos, que fica mais saturada no celular da Samsung e mais realista no da Apple.

Neste caso, o iPhone ainda traz os sensores de proximidade do Face ID para fazer fotos mais detalhadas (e com menos erros) com o Modo Retrato, que deixa o fundo desfocado.

Selfie com pouca iluminação

Lugares escuros nunca foram os mais legais para smartphones. No caso desses dois, as fotos neste cenários também não são das melhores: no iPhone ficam mais escuras, mas com mais detalhes, e no Galaxy mais claras, mas com menos definição.

Veredito: as câmeras dos dois celulares certamente não vão decepcionar. Por outro lado, o iPhone garante cliques mais rápidos e com menos erros. Especialmente graças ao novo modo de fotografia noturna, o celular da Apple apresenta mais qualidade e traz maior nível de detalhes em comparação ao S10e.

Uma das coisas mais satisfatórias tanto no S10e quanto no iPhone 11 é o desempenho. Os dois lidam com sistemas diferentes, mas oferecem muita fluidez na hora de abrir e executar aplicativos.

Neste caso, é válido afirmar que nenhum deles vai fazê-lo passar raiva. Mas também é bom lembrar que o S10e vem com 128 GB por padrão, enquanto o iPhone 11 vem com 64 GB. As versões com mais espaço interno naturalmente são mais caras, e o S10e ainda permite que você use um cartão microSD para expandir a memória.

Testes

Para mensurar o poder de fogo dos dois celulares, executamos dois populares aplicativos que avaliam poder de processamento, velocidade, poder de GPU e afins. Vale lembrar que um deles (Geekbench) não foi executado no iPhone 11.

Em processamento, o iPhone 11 ficou à frente do concorrente com uma certa folga, o que pode ser interessante para quem quer ficar pelo menos dois anos com o celular antes de pensar em trocá-lo.

Galaxy S10e

  • AnTuTu: 330.392 pontos
  • Geekbench 4: registrou 4.543 pontos considerando o desempenho médio por núcleo individual (single-core) e 10.373 pontos considerando a média de todos os núcleos (multi-core).

iPhone 11

  • AnTuTu: 510.545 pontos
  • Geekbench 4: não tem disponível para IOS.

Veredito: se você pensa em escolher um celular com alta velocidade de resposta e não quer se preocupar com quedas de desempenho, ambos são boas escolhas. E a Apple, normalmente, oferece mais tempo de atualização para seus aparelhos.

Estes dois celulares trazem ótimos recursos extras, como mais opções nativas para edição de imagens e vídeos. Nas câmeras, eles contam com modos noturnos ou para lugares com baixa iluminação, por exemplo.

Outro item legal é que ambos também são compatíveis com o carregamento por indução (wireless), mas somente o celular da Samsung tem um carregador rápido incluso na caixa. O S10e também é compatível com o modo DeX, que transforma o celular em um desktop.

No S10e, além do reconhecimento de cenários, o celular ainda traz um otimizador de cena que permite alinhar corretamente o fundo das imagens. Vale lembrar que ele também é mais leve que o iPhone e é um celular nitidamente mais ergonômico.

Já no iPhone 11, a Apple traz um recurso de resposta ao toque mais sensível, com vibrações bem estabelecidas durante as ações (como abrir pop-ups ou ícones de apps sem fazer pressão).

A Apple também trouxe um recurso que permite o celular fazer vídeos na resolução 4K com 60 quadros por segundo em todas as câmeras, e isso inclui a frontal.

Resultado

A experiência oferecida por estes dois aparelhos é bastante rica em muitos aspectos. Como são as atuais versões "baratinhas" das linhas Galaxy S e iPhone, naturalmente o público tem bastante interesse por esse tipo de produto. E ambos dão o que prometem em muitos aspectos.

Os dois têm ótimas câmeras, construção de qualidade, bateria com duração média satisfatória e desempenho de top de linha. Neste quesito, o iPhone 11 está à frente por causa do processamento, embora o Galaxy S10e também não faça nada feio.

Por outro lado, o celular da Samsung ganha facilmente na tela. Aqui, além de mais qualidade, ele consegue reduzir o consumo de energia em vídeos e filmes.

No pesar da balança, o melhor custo-benefício é o Galaxy S10e, que pode ser encontrado por R$ 2.111 * por ser um rival à altura do iPhone por um preço nitidamente menor e ainda vencê-lo em alguns aspectos. Atualmente por R$ 3.990 * à vista (versão com 64 GB), o iPhone 11 também é uma ótima opção, mas você precisará desembolsar um tanto a mais e ser um adepto ferrenho do iOS para compensar o investimento.

* Preços pesquisados no Shopping UOL em 14 de janeiro de 2020

Especificações técnicas

  • iOS 13

  • Sistema Operacional

  • Android 9

  • 150,9 x 75,7 x 8,3 mm, e 194 g

  • Dimensões

  • 69,9 x 142,2 x 7,9 mm; 150 g

  • IP68

  • Resistência à água

  • IP68 (até 1,5 m de água por 30 minutos)

  • Preto, verde, amarelo, roxo, vermelho, branco

  • Cor

  • Branco, preto e azul

  • A partir de R$ 4.999

  • Preço

  • R$ 4.299

Tela

  • LCD

  • Tipo

  • Amoled

  • 6,1 polegadas (15,49 centímetros)

  • Tamanho

  • 5,8 polegadas

  • 1.792 x 828

  • Resolução

  • Full HD+ (1.080 x 2.280 pixels)

Câmera

  • Simples de 12 MP

  • Câmera Frontal

  • 10 MP

  • Dupla de 12 MP

  • Câmera Traseira

  • Dupla (principal 12 MP + grande angular de 16 MP)

Dados técnicos

  • A13 Bionic

  • Processador

  • Exynos 9820 (2,7 GHz)

  • 64 GB, 128 GB ou 256 GB

  • Armazenamento

  • 128 GB

  • 4 GB de RAM

  • Memória

  • 6 GB de RAM

  • 3.110 mAh

  • Bateria

  • 3.100 mAh

Comparativo