PUBLICIDADE
Topo

Denise Tremura

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

'Deixou coração quentinho': aviso sobre cão doente em prédio emociona a web

Conteúdo exclusivo para assinantes
Denise Tremura

Denise Tremura estudou Letras, é escritora, blogueira, leitora, twitteira, youtuber, palpiteira, web influencer engajada nas redes sociais e sempre atenta ao que vira tendência.

07/12/2021 04h00

Um tuíte mostrando a solidariedade dos moradores de um prédio com um cão doente deixou o coração dos internautas quentinho nessa semana. A autora é a médica neurologista Verena, de Porto Alegre, que mora atualmente em São Paulo. "Me deixou de coração muito quentinho, eu achei muito querido que os vizinhos demonstraram esse apoio todo para o doguinho", diz à coluna.

A forma como os tutores fizeram o aviso também chamou a atenção de Verena. "Achei muito legal o fato deles terem colocado de uma maneira tão afetiva que estavam passando por um momento difícil, se colocando em uma posição supervulnerável, e as pessoas demonstraram seu apoio. Eu achei muito bonitinho".

Ela resolveu compartilhar essa história porque, apesar das coisas ruins vividas durante a pandemia, tem pessoas sendo legais umas com as outras. Como médica, trabalhando na linha de frente contra a covid-19, Verena viu muito coisa difícil: pessoas passando fome, dificuldade. "No momento em que alguém está passando por um momento difícil, as pessoas serem solidárias e empáticas é muito legal", afirma.

Os internautas também se mostraram solidários:

Alguns emocionados:

Teve gente que pediu para acrescentar os tuiteiros na lista das pessoas torcendo pelo doguinho:

E teve seu pedido atendido:

Alguns fizeram comparações com seus próprios prédios:

Verena contou à coluna que gosta muito de usar o Twitter para relatar a vida e as coisas que encontra no mundo. Ela está no Twitter desde 2009 e, no começo, utilizava mais para ver notícias e se informar, principalmente com conteúdo relacionado à faculdade.

No ano passado, durante a pandemia, passou a usar com mais frequência, especialmente quando descobriu o #MedTwitter, que é uma rede de médicos que usam a plataforma.

"Eu sempre achei muito importante o papel dos divulgadores de ciência, tanto para sociedade quanto para produção científica em si", diz.

Verena costuma fazer fios sobre o que pesquisa (ela é cefaliatra, ou seja, lida com pacientes com dor de cabeça) e agora também está se especializando em neuroimunologia. "Para mim foi superimportante encontrar outras pessoas que fazem pesquisas também e acabei fazendo grandes amigos na rede".

Com o tempo, ela passou a falar de coisas cotidianas, além de ciências. Inclusive no ano passado ela conheceu seu namorado no Twitter, que também é médico. "O Twitter me proporcionou amigos maravilhosos, pessoas que eu convivo na vida real", afirma.

Verena acredita que sua postagem viralizou porque as pessoas viram que é possível a gente conviver em harmonia, mesmo em um ambiente que potencialmente pode ser muito conflituoso, como um condomínio. "A gente pode ir se comunicando, colocando o nosso lado nas situações", afirma.

A médica conta também que depois que o post tomou essa proporção enorme, chegou até os tutores do doguinho, Aline e Felipe, que a procuraram e agora estão mantendo contato. "O nome do doguinho é Yoshi, ele é muito bonitinho e está bem melhor. Ele fez um aninho na semana passada".

Aline e Felipe ficaram muito felizes com o carinho dos vizinhos e dos internautas.

"Eu fico muito feliz com a repercussão que isso tomou e muito feliz que a Aline e o Felipe receberam muito carinho —e o Yoshi também— e eu pude ser a mediadora, a pessoa que facilitou isso acontecer", finaliza.