PUBLICIDADE

Topo

GGWP

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Esporte eletrônico multiplica profissões: você conhece todas?

Leo Bianchi

Leo Bianchi é jornalista, já foi repórter e apresentador do Globo Esporte. É apaixonado por competição e já cobriu Copa do Mundo, Fórmula 1, UFC e mundiais de CS:GO, R6, FIFA, Just Dance e Free Fire. Também é youtuber e pro-player frustrado. No GGWP você encontra análise dos cenários competitivos no Brasil e no mundo, além dos bastidores do universo envolvendo times, jogadores e novidades em geral.

Colunista do UOL

22/04/2021 12h00

Se você acompanha o cenário de esportes eletrônicos de perto, sabe que existem diversas profissões no setor além das mais óbvias - como a de jogador ou técnico, por exemplo. Mas e os bastidores por trás das câmeras? Acredite: a cada dia, surgem oportunidades e funções para as mais diversas áreas neste ecossistema de crescimento tão impressionante ao longo dos últimos anos. Algumas, mais complexas do que se imagina sob uma análise inicial.

Por exemplo: você sabia que há profissionais dedicados exclusivamente a controlar as câmeras da visão dos jogadores que o público acompanha ao longo de uma transmissão? Não, aquilo tudo não é automático, e é necessário um nível de extremo conhecimento da dinâmica do jogo para desempenhar esse papel - que varia em velocidade e estilo, de acordo com o gênero do game. Os FPS (first person shooter, jogos de tiro em primeira pessoa) demandam reflexos aguçados. Esse trabalho é conhecido como observer ou spectator - normalmente abreviado como "spec".

- A principal responsabilidade de um spec é retratar tudo que está acontecendo in-game round a round. Ou seja: cada jogada, cada eliminação, cada rotação, para que o torcedor que está assistindo se sinta parte daquilo e comemore muito cada vitória do seu time preferido - explicou Daniel "Palamidas", que é ex-jogador profissional de Rainbow Six Siege, streamer, e atualmente trabalha como spec nos campeonatos oficiais do game desenvolvidos pela Ubisoft.

Obviamente, por lidar com duas diferentes equipes a cada partida e múltiplas ao longo de uma rodada de competição, os specs também vivem de perto a paixão dos torcedores - para bons e maus momentos. Perder um abate importante na câmera principal é motivo de críticas e, consequentemente, questionamentos sobre favorecimento a uma ou outra equipe. Há um desenvolvimento de narrativa em torno de cada round de uma partida nos jogos FPS.

- Eu acabo sempre brincando que essa profissão é meio ingrata com a gente. Nunca vamos conseguir agradar a todos, principalmente porque são dois time diferentes, duas torcidas diferentes, e eles sempre querem ver a eliminação do seu jogador favorito. Prezo sempre em contar a história completa do round, com jogadas inteligentes. Às vezes um round bem construído e com vitória é bem mais valioso que um 3k ou 4k (múltiplos abates) para quem está assistindo - detalhou Palamidas.

À parte de psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, médicos e tantos outros profissionais que têm se tornado parte cada vez mais rotineira da folha de pagamento das principais organizações de esportes eletrônicos do Brasil e do mundo, em uma liga ainda há muitos outros profissionais envolvidos. Que o digam, por exemplo, os League Ops - ou, em uma tradução básica, Oficiais da Liga. Aqueles que montam regulamento, tabela, mantêm contato com as equipes de um torneio... Haja responsabilidade!

No dia a dia, pode ser difícil enxergar o quão desenvolvido o cenário está no que diz respeito ao número de profissionais, mas trata-se de um ecossistema cada vez mais receptivo e interessante para aqueles que são fãs de games e não necessariamente querem fazer parte do sistema jogando ou comandando uma equipe, por exemplo. A criação de conteúdo, a organização de campeonatos, o desenvolvimento dos próprios jogos...

Uma publisher de games funciona tal qual uma empresa de grande porte em qualquer ramo do mercado. O cenário de eSports já passou do ponto inicial de se espelhar, e hoje cria as próprias regras, demandas e formas de crescer. Há uma grade diária para se assistir, com uma gama variada de títulos, e isso só acontece graças ao trabalho de muita gente. Muita gente, mesmo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL