Astro de 'O dono do mundo' quer retomar carreira: 'O que mandar fazer faço'

Jonathan Nogueira, 45, contou que pretende voltar à atuação após ficar 15 anos afastado da carreira. O ator ganhou notoriedade na novela "O dono do mundo" (Globo), de 1991, do autor Gilberto Braga.

O que aconteceu

O famoso planeja voltar para a atuação. "Tenho mudado o rumo da vida. Estou muito focado nisso, estou flutuando, meio perdido ainda. Recentemente, fiz uma participação numa websérie com a Maria Eduarda Carvalho. Também fiz um comercial do Vasco. Quero estudar coisas que não pude fazer nesse período em que fiquei afastado da TV. Sou operário da arte, o que mandar fazer eu faço. Me bota como o terceiro garçom da novela que vou", disse ao Extra.

Ele detalhou as dificuldades na carreira: "Depois de 'Anjo de mim' (1996), vivi um hiato na profissão. Era adolescente e não tinha muita coisa para essa faixa etária. Não tinha trabalho, aí começou a minguar. Cheguei a fazer duas novelas no SBT, mas meu último trabalho fixo foi na Record ['Vidas opostas, em 2006]. Aí minha filha [Pietra] nasceu. Quando você é pai, as coisas mudam de figura. Venho de uma família humilde. Nunca tive 'cama elástica', como um trapezista que fica na guarda se alguém cai no chão; se caísse, batia no cimento. Quando você tem filho, isso se eleva à enésima potência".

Para Jonathan Nogueira, a busca por outra profissão o livrou de desenvolver algumas doenças: "Não cheguei a ter depressão, nem ansiedade. Seria plausível eu chegar ao fundo de poço, mas o meu caminho foi diferente. Decidi por outra coisa. Bateu desespero e angústia, mas decidi trabalhar, tinha filha nascendo. Essa minha determinação me salvou".

O ator disse que virou vendedor: "Tive que arregaçar as mangas, viver da arte é muito difícil. Resolvi fazer outra coisa na vida porque batia na porta e ninguém estava me dando trabalho. Entrei para o comércio em 2009. Não sabia vender uma agulha, não sabia nada. Entrei numa loja pequena, logo em seguida me descobriram e virei vendedor de uma marca famosa. Trabalhei muito durante 15 anos. Eu era tímido, hoje vendo meu peixe".

Também comentou sobre "O dono do mundo), disponível agora no Globoplay: "Os cenários, as falas, me remetem a uma época muito gostosa. Adorava bater texto com o Kadu [Moliterno] e a Gloria [Pires]. A vida de artista é muito complicada. Quando estamos em um projeto, ficamos amigos daquelas pessoas. Daqui a pouco, se desgarra. Não mantive amizade com eles, mas tenho carinho. É muito difícil criança manter amizade. Revendo a novela, a gente revive isso".

Deixe seu comentário

Só para assinantes