Conteúdo publicado há 22 dias

Marina Sena defende falar de intimidade: 'Qualquer tabu mostra um problema'

Marina Sena, 27, tem sido assunto do momento ao abrir curiosidades da sua intimidade. A cantora expôs naturalmente suas preferências sexuais, como dar o c* para gozar rápido, e entende que o veto a qualquer tema é fruto de um problemático tabu.

Sinto que qualquer tabu mostra um problema. Se uma coisa é um tabu, se você não traz luz pra aquela coisa, isso se torna um problema. Tudo tem que ser conversado, obviamente, dentro das faixas etárias, cada faixa etária tem uma comunicação, né? É sempre importante as coisas não serem um tabu pra isso não virar um problema.
Marina Sena, em entrevista para Splash no Nômade Festival

Falar abertamente do tema sexo, no entanto, não é um passaporte para se envolver na vida da artista. "O que eu faço, onde que eu tô, o que que eu realmente tô fazendo na minha vida pessoal, ninguém sabe. Não é uma coisa que eu sinto necessidade de abrir. Não é uma coisa que sinto que as pessoas entram, porque também não dou esse tipo de abertura. Quando entra, eu já falo: 'gente, ninguém tem nada a ver com minha vida, né? Pelo amor de Deus'."

Sensualidade em cima dos palcos é algo natural da artista. "Não é pensado, isso realmente é muito natural. Óbvio, a gente acentua isso e transforma numa coisa importante no show. Às vezes, nem tô sentindo que tô sensual, mas a pessoa fala que tá sensual e falo: 'nossa, nem percebi, só tava agindo naturalmente'.

Marina Sena no Nômade Festival, no domingo (26), em São Paulo
Marina Sena no Nômade Festival, no domingo (26), em São Paulo Imagem: Rafael Strabelli/Divulgação

Show de Marina Sena no Festival Nômade contou com novo formato do trabalho Vicio Inirente 2.0. "A gente melhorou tudo, melhorou a experiência do show. Tá um show bem completo, coeso, com nuances importantes que fazem toda a diferença no espetáculo como um todo. Tá bem legal esse show, bem interessante, eu tô amando."

Agora tem um momento mais íntimo no show que eu pego meu violão e toco uma música do jeito que compus ela. É muito especial e foi lindo todo mundo cantando alto. Faço questão de exaltar a música brasileira porque eu acho que é a de maior qualidade que existe no planeta Terra e eu sou uma das representantes dessa música.
Marina Sena

Pressão por lançamento de músicas mensalmente da atualidade não preocupa Marina Sena. "Gosto mais de trabalhar projeto por projeto porque eu acho que minhas músicas fazem mais sentido quando elas estão num conjunto assim. Vicio Inerente não faria sentido lançando tantos singles, porque as pessoas não iam entender direito o que eu tava fazendo. Como eu sempre proponho coisas novas pros álbuns, a pessoa acaba não entendendo. É melhor lançar o álbum e a pessoa já compreende o que falo."

Continua após a publicidade
Marina Sena se apresenta no Nômade Festival, na noite de domingo (26), em São Paulo
Marina Sena se apresenta no Nômade Festival, na noite de domingo (26), em São Paulo Imagem: Rafael Strabelli/Divulgação

Eu gosto de focar em projetos, mas eu gosto de lançar meus feats também com a galera que eu amo, que a galera que eu admiro muito. Vou lançando uns feats aí soltos e depois eu venho com álbum, mas não costumo pegar eu mesma e lançar um single que não tem a ver com álbum.
Marina Sena

Artista vai fazer turnê no exterior após lançamento de Vicio Inerente 2.0. "Foco é no Vicio Inerente 2.0 e na finalização do meu novo álbum, que é os dois projetos que eu tô aí. Tem tour na Europa e Estados Unidos, a minha primeira tour nos Estados Unidos e tem uma tour gigantesca na Europa. Vou passar por festivais, vou tocar pela segunda vez no Roskilde, que é um dos maiores festivais da Europa, na Dinamarca, e vai ser incrível."

Deixe seu comentário

Só para assinantes